Retrato do desastre

Economia entreguista empurra brasileiros para o desemprego

Os números divulgados pelo IBGE mostram que as mulheres, em especial do Nordeste, os jovens, os pretos e os pardos são os mais atingidos pelas medidas econômicas aplicadas pelos golpistas
:: Fernando Rosa24 de fevereiro de 2017 12:08

Economia entreguista empurra brasileiros para o desemprego

:: Fernando Rosa24 de fevereiro de 2017

O desemprego  apontado por pesquisa do IBGE é o retrato dramático da política antinacional aplicada pelos golpistas. Os números mostram que as mulheres, os jovens, os pretos e os pardos são os mais atingidos. As informação constam de suplemento da Pnad Contínua, pesquisa oficial de emprego do IBGE, divulgada nesta quinta-feira (23), com dados do quarto trimestre de 2016.

Com uma taxa média de desocupação de 12%, o número de desempregados bateu em 12,3 milhões de pessoas. Do total de desempregados, a maioria é de mulheres, com um percentual de 50,3%. Igual em todas as regiões, a taxa de desocupação entre mulheres no país foi de 13,8%, contra 10,7%, entre os homens. As mulheres nordestinas são as mais prejudicas.

“A política de exportação de empregos para o exterior na cadeia do petróleo e gás, com a redução do conteúdo nacional, a venda de terras para estrangeiros e o desmonte das empresas de infraestrutura, incluindo a restrição à faixa 1 do Minha Casa Minha Vida, agrava ainda mais o quadro econômico”

Senadora Gleisi Hoffmann

“Infelizmente é uma situação que só tende a piorar”, alerta a senadora Gleisi Hoffmann. “A política de exportação de empregos para o exterior na cadeia do petróleo e gás, com a redução do conteúdo nacional, a venda de terras para estrangeiros e o desmonte das empresas de infraestrutura, incluindo a restrição à faixa 1 do Minha Casa Minha Vida, agrava ainda mais o quadro econômico”, adverte ela. “O povo vai sofrer muito. Mulheres e jovens ainda mais”, denuncia a senadora, convocando a sociedade para defender a economia nacional e os empregos dos trabalhadores.

Os mais atingidos pelo desemprego são os jovens, com uma taxa de desocupação de 25,9% entre jovens de 18 a 24 anos. Comparativamente, a taxa é de 11,2% entre pessoas de 25 a 39 anos, e 6,9% na faixa de 40 a 59 anos. Os negros e pardos também estão entre os mais penalizados – 14,4% entre quem se declara de cor preta, 14,1%) entre quem se declara de cor parda, contra 9,5% dos que se autodeclaram brancas.

 

Reprodução autorizada mediante citação do site PT no Senado

Leia também