Eduardo Suplicy comemora reabertura do Cine Belas Artes

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) comemorou, nesta quinta-feira (17), a notícia de que o Cine Belas Artes, que passou três anos fechado, será reaberto no próximo final de semana. O petista destacou a “extraordinária campanha” de todos aqueles que abraçaram a campanha “Belas Artes Meu Amor”, que possibilitou a reinauguração do espaço.

:: Da redação17 de julho de 2014 00:00

Eduardo Suplicy comemora reabertura do Cine Belas Artes

:: Da redação17 de julho de 2014

Aqueles que apoiam a campanha podem se tornar sócios e batizar as poltronas da sala um. Assim, pelo programa, por R$ 3 mil, durante um ano, o cinéfilo poderá assistir a um filme por semana, com direito a acompanhante. 

Em seu pronunciamento, Suplicy parabenizou todos os envolvidos no projeto de revitalização que permitiu a reabertura do local, que constitui “um patrimônio histórico de extraordinária relevância para nós paulistanos e brasileiros”.

“Eu quero aqui cumprimentar a todos, inclusive aqueles que têm contribuído para a volta do cinema Belas Artes e cumprimentar o prefeito Fernando Haddad, o Secretário da Cultura, Juca Ferreira, e a Caixa Econômica, que deram o apoio necessário e suficiente para que o Cine Caixa Belas Artes esteja novamente em São Paulo apresentando os melhores filmes, tanto brasileiros quanto internacionais”, parabenizou.

Histórico
Inaugurado em 1943 com o nome de Cine Ritz, o espaço se tornou um dos cinemas mais tradicionais de São Paulo, funcionando na movimentada esquina entre as avenidas Paulista e Consolação. As atividades foram encerradas no início de 2011. Desde então, admiradores se mobilizam em prol do tombamento e de uma solução para os custos de aluguel e retorno da projeção de filmes.

Em outubro de 2012, o Condephaat, órgão do governo do Estado que busca a preservação do patrimônio histórico, tombou o edifício onde funcionou o cinema. O tombamento refere-se à fachada e aos primeiros quatro metros interiores a partir dela. Isso, por si só, não obrigava que o local continuasse abrigando um cinema.

Leia também