Enem: escolas federais têm médias mais altas e superam particulares

:: Da redação26 de novembro de 2013 14:44

Enem: escolas federais têm médias mais altas e superam particulares

:: Da redação26 de novembro de 2013

 

Na prova de linguagens do último ano do ensino
médio da rede federal média foi 545,08, ante
544,52 da rede privada

Os alunos das escolas públicas federais conseguiram a maior média geral no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012, de acordo com o Ministério da Educação (MEC). A rede obteve média de 584,23 pontos em uma escala que vai até 1 mil. As escolas privadas aparecem com 577,39 pontos.

Os alunos da melhores escolas da rede pública superaram os colegas de escolas privadas na prova de ciências da natureza (576,76 a 541,28) e na redação (616,6 a 602,16). Levando-se em consideração apenas a média da redação, as federais também apresentam o melhor resultado: 613,07, seguidas pelas privadas com 602,16.

Os alunos de escolas particulares tiveram melhor desempenho do que a “elite” da escola pública nas provas de matemática (615,07 a 541,16) e ciências humanas (583,94 a 522,58).

A rede pública federal atende a 2% dos estudantes do ensino médio que fizeram o Enem no ano passado. A rede privada concentra 31,51% dos estudantes. A maior parte dos estudantes participantes do exame está na rede pública estadual de ensino, 65,53%. A rede obteve uma média geral de 485,64 pontos e uma média na redação de 491,41. A rede pública municipal, com 0,95% dos estudantes, obteve uma média de 524,14 em toda a prova e 533,48 pontos na redação.

Segundo o MEC, os 215,5 mil melhores estudantes das escolas públicas tiveram média equiparável à dos estudantes das escolas particulares. Eles obtiveram 570,17. Na redação, os melhores estudantes obtiveram média superior a todas as demais redes, 616,6.

O objetivo desse recorte, segundo Mercadante, foi mostrar que o topo da rede pública tem desempenho melhor em algumas disciplinas e pior em outras do que o total de alunos da rede privada na mesma avaliação. “A média do setor público está abaixo da do setor privado. No entanto, os melhores estudantes das escolas públicas competem com o setor privado”, diz o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. De acordo com o ministro, o bom desempenho terá reflexo nas cotas no ensino superior. Por lei, em 2014, 25% das vagas nas instituições federais devem ser reservadas a estudantes de escolas públicas.

ABr03102013MCA_4881

 Os melhores estudantes das escolas públicas
 competem com os do setor privado. O bom
 desempenho terá reflexo nas cotas no
 ensino superior

Cálculo da nota do Enem
Com o objetivo de facilitar o entendimento dos estudantes e sociedade quanto à metodologia de cálculo do Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) criou o mapa de itens do exame.

Por meio do sistema online, os interessados poderão acessar itens das provas, explicações sobre o cálculo da nota e entender como ocorre a variação da complexidade dos itens ao longo da chamada escala de proficiência. “O estudante terá acesso à descrição dos itens e saberá quais competências precisa melhorar”, destacou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Além disso, os participantes do teste podem visualizar as habilidades que provavelmente já desenvolveram. O mapa de itens associa cada questão a um ponto da escala de proficiência, que varia de 0 a 1000 pontos.

Assim, o estudante poderá verificar o grau de dificuldade em que um determinado item se encontra. Os participantes com proficiência acima dessa posição possuem maior probabilidade de respondê-lo corretamente. Aqueles com desempenho abaixo dessa posição têm menor probabilidade de respondê-lo corretamente.

Os itens exibidos no mapa foram selecionados por uma comissão de especialistas, de acordo com critérios pedagógicos, para melhor representar o conjunto de habilidades e competências avaliados no exame

Com informações do MEC e da Agência Brasil 

Leia também