Gleisi aplaude empréstimo do BID ao Paraná, apesar do desgoverno no estado

:: Da redação19 de fevereiro de 2014 22:41

Gleisi aplaude empréstimo do BID ao Paraná, apesar do desgoverno no estado

:: Da redação19 de fevereiro de 2014

Gleisi:  É gratificante testemunhar

a adesão dos críticos à revolução

promovida pelo Bolsa Família

Senadora do PT paranaense conta que atraso na confirmação do empréstimo deveu-se à dificuldade do governo em apresentar documentos exigidos pelo BID

O Plenário do Senado aprovou, na noite desta quarta-feira (19) o parecer favorável da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) ao Projeto de Resolução 5/2014, que autoriza o estado do Paraná a contrair um empréstimo de US$ 60 bilhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com aval da União. Gleisi elogiou a presteza do Governo Federal que, em apenas 28 dias após receber os documentos necessários, enviou a mensagem ao Senado para que a matéria pudesse ser apreciada na Casa.

Os US$ 60 milhões serão aplicados no Programa Integrado de Inclusão Social e Requalificação Urbana – Família Paranaense.

Ao apresentar seu relatório ao Plenário, a senadora voltou a criticar a situação das contas do estado, realidade que atrasou os trâmites necessários à autorização do empréstimo. Ela lembrou que o Paraná enfrenta um com rombo nas contas públicas, com atraso nas contas de água e energia e até falta de combustível para as viaturas policiais, apesar de o atual governo ter feito crescer em 122% as despesas de custeio, inviabilizando os necessários investimentos.

Gleisi destacou que as autoridades paranaenses tiveram que fazer sucessivas correções na documentação necessária à autorização do empréstimo com o BID e criticou o discurso leviano que tentou responsabilizar o Governo Federal pelo atraso na liberação do empréstimo. Ela reiterou as críticas que já havia feito na reunião da Comissão de Assuntos Econômicos, na última terça-feira (18), quando o PRS 5/2014 foi submetido ao crivo do colegiado.

A senadora elogiou o Programa Família Paranaense, que será beneficiado com os US$ 100 milhões viabilizados pelo empréstimo — além dos 60 milhões do BID, o estado fará um aporte de mais US$ 40 milhões, a título de contrapartida. “Esses recursos vão contribuir para capacitar e acompanhar as famílias mais carentes do estado”. O programa também prevê transferência de renda, nos moldes do Bolsa Família. “É gratificante testemunhar que os críticos desse vitorioso programa do governo federal aderiram à revolução que o Bolsa Família vem promovendo no Brasil , o que o transformou em referência e modelo para iniciativas de combate à miséria em vários países do mundo”, comemorou a senadora.

“Esse é um programa complementar ao Programa Bolsa Família, do Governo Federal,, que repassou ao Paraná, apenas em 2013, R$ 677 milhões, que equivalem a três vezes mais recursos do que pretende o Projeto Família Paranaense, que vai dispensar os R$ 239 milhões em 5 anos”, explicou Gleisi.

Leia Mais:

Gleisi Hoffman: Governo não está discriminando o estado do Paraná

 


Leia também