Governo cria programa para incentivar a prática esportiva na escola

:: Da redação9 de maio de 2013 16:08

Governo cria programa para incentivar a prática esportiva na escola

:: Da redação9 de maio de 2013

“Atleta na Escola”, este é o nome do novo programa do Governo Federal que pretende democratizar o acesso ao esporte desde a escola, incentivar a prática esportiva e identificar e orientar jovens talentos. Lançada na última terça-feira 7 pelos ministérios da Educação, da Defesa e

Já para este ano, o Atleta na Escola tem como
meta atingir 5 milhões de estudantes, entre 12 e
17 anos, de 20 mil escolas, públicas e privadas

dos Esportes, a medida integra o plano Brasil Medalhas, que fará o investimento de R$ 1 bilhão em ações para que o País fique entre os dez melhores colocados nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro em 2016. Já para este ano, o Atleta na Escola tem como meta atingir 5 milhões de estudantes, entre 12 e 17 anos, de 20 mil escolas, públicas e privadas.

“Estamos construindo a perspectiva de deixar um legado das Olimpíadas e da Copa, que é esse espírito olímpico na sala de aula, nas nossas escolas. Vamos adotar uma política permanente, dar um salto na atividade esportiva nas escolas do Brasil, começando pelo atletismo”, ressaltou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, durante a solenidade de lançamento. Segundo Mercadante, mais de 2,5 mil municípios brasileiros e 12 secretarias estaduais já aderiram ao Atleta na Escola. O Ministério fará o repasse de recursos para a realização de competições pelas escolas, municípios, estados e Distrito Federal. Os recursos serão distribuídos por intermédio do Programa Dinheiro Direto na Escola, operacionalizado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Primeira fase: atletismo
O programa começa a ser executado em junho, com a realização de corridas de velocidade e de resistência, além de provas de salto. Haverá quatro fases em 2013. A etapa Escolar, programada para ser realizada até 9 de junho, tem estimativa de participação de 20 mil escolas e 5 milhões de estudantes, dos quais serão classificados 720 mil. Já a fase Municipal (organizada por municípios com mais de 100 mil habitantes) ou Regional (no caso de cidades com população inferior a 100 mil habitantes, que serão agrupadas pelo governo estadual) acontecerá de 10 de junho a 31 de julho. Seguem na competição 14,4 mil classificados.

A etapa Estadual será concluída até 15 de agosto (alunos de 12 a 14 anos) e 30 de setembro (alunos de 15 a 17 anos). Avançam 648 atletas. A última fase, a Nacional, vai ocorrer durante os Jogos Escolares da Juventude, competição organizada todos os anos pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). As datas previstas são de 5 a 14 de setembro, em Natal, para alunos de 12 a 14 anos, e entre 7 e 16 de novembro, em Belém, para estudantes na faixa etária de 15 a 17 anos.

O Atleta na Escola prevê a implantação, em 2014, de modalidades das paraolimpíadas escolares, além de arremesso (atletismo), judô e vôlei. Em 2015, será a vez do basquete e do handebol. Em 2016, as lutas entram no programa de competições.

Universidade
Durante a cerimônia também foi assinado um decreto que institui um grupo de trabalho, com representantes dos três ministérios, para a criação da Universidade do Esporte. O objetivo é produzir conhecimento para o desenvolvimento do esporte brasileiro, aproveitando as estruturas e equipamentos utilizados nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.

Saiba como participar do programa e outras informações aqui 

Com Em Questão

 

Leia mais:
Aldo Rebelo afirma que Brasil estará pronto para os grandes eventos 

Ministério do Esporte quer Bolsa Técnico com recursos já no ano que vem

Leia também