Desmonte

Governo jogou Minha Casa Minha Vida no lixo, denuncia Humberto

Bolsonaro estrangulou orçamento para construção de moradias populares prejudicando a população e o setor da construção civil
:: Rafael Noronha26 de março de 2019 15:49

Governo jogou Minha Casa Minha Vida no lixo, denuncia Humberto

:: Rafael Noronha26 de março de 2019

Na semana em que o maior programa habitacional da história do País, o Minha Casa Minha Vida, completou 10 anos de existência, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE) lamentou o abandono de uma política pública responsável por mudar a vida de milhões de brasileiros que sonhavam com a conquista da casa própria.

Criado pelo ex-presidente Lula, em 2009, para combater a falta de moradias, especialmente à população de baixa renda, o programa virou carro-chefe do governo Dilma Rousseff, momento em que houve a contratação de mais de 4,3 milhões habitações.

“Após quatro milhões de casas entregues, o Minha Casa Minha Vida teve uma abrupta queda nas contratações, especialmente nas faixas de baixa renda. Em 2013, as contratações nesse segmento respondiam por 59% do programa. Com o seu desmantelamento, caíram para 4,5%”, explicou o líder.

Num momento de crise, aponta Humberto, a gestão Bolsonaro estrangulou o orçamento da área, prejudicando a população e o setor da construção civil, que teve mais de R$ 110 bilhões injetados nos últimos anos por meio do programa, reduzindo o déficit habitacional existente.

“O que vemos hoje é o programa jogado na lata do lixo, a despeito de milhões de famílias que não têm um teto próprio embaixo do qual se abrigar. Num momento de crise, o governo os abandona ao relento e lhes tira toda e qualquer possibilidade de ter uma casa própria”, enfatizou.

Leia mais:

Minha Casa Minha Vida completa 10 anos com corte de investimentos

Leia também