“Situação em Brasileia é de absoluta calamidade”, diz Jorge Viana

Jorge Viana faz um apelo: “precisamos da ajuda de todos os ministérios para superar este momento de muito sofrimento”A cheia do Rio Acre trouxe uma realidade alarmante e inédita para Brasileia. “É  uma cidade tomada pelas águas: a igreja, as escolas, os postos de saúde, todas as unidades comerciais do município. Nada funciona em Brasileia”. O cenário com o tamanho da catástrofe foi desenhado pelo pronunciamento do senador Jorge Viana (PT-AC). Segundo ele, a cidade está isolada e sem energia elétrica.

:: Da redação24 de fevereiro de 2015 20:11

“Situação em Brasileia é de absoluta calamidade”, diz Jorge Viana

:: Da redação24 de fevereiro de 2015

O governador Tião Viana (AC) decretou estado de calamidade no município e mobilizou sua equipe para socorrer a população atingida. Uma delegação de parlamentares acrianos está em Brasília para expor a situação ao ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. O objetivo é garantir condições mínimas de sobrevivência para a população e o apoio da Defesa Civil.

“Os alojamentos não têm mais capacidade de receber pessoas. A alimentação nos supermercados está também esgotada; não há gasolina e os barcos são insuficientes para garantir o resgate das pessoas”, relatou Jorge Viana, acrescentando que a comunicação também está inativa. “Não funciona celular, não funciona TV, rádio, e não há Internet.”

O senador fez um apelo às autoridades federais para que estejam atentos à situação de seu estado. “Nós vamos precisar da ajuda de todos os ministérios para superar este momento de muito sofrimento, de prejuízo incalculável que a população de Brasiléia está vivendo”, disse.

Leia mais:

Jorge Viana solicita auxílio federal para cidades alagadas do Acre