Lei da Copa será votada em quatro comissões

:: Da redação10 de abril de 2012 19:43

Lei da Copa será votada em quatro comissões

:: Da redação10 de abril de 2012

O senador Delcídio Amaral (PT-MS) apresentou nesta terça-feira (10/03) novo requerimento para a realização de uma audiência pública conjunta para debater a Lei Geral da Copa nas comissões de Assuntos Econômicos (CAE), Constituição e Justiça (CCJ) e Educação, Cultura e Esporte (CE), com a presença do presidente da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Joseph Blatter. O requerimento deverá ser votado na próxima reunião da CAE, marcada para 17/04.

O presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte, senador Roberto Requião (PMDB-PR) fez o mesmo e anunciou que enviará correspondência a Blatter, ainda esta semana, pedindo que ele marque uma data conveniente para comparecer ao Senado.

Por outro lado, será lido nesta tarde no plenário requerimento do presidente da Comissão de Meio Ambiente Fiscalização e Controle (CMA), Rodrigo Rolemberg (PSB-DF), para que a Lei da Copa também seja apreciada na comissão. E como não foi pedida a urgência para a matéria, ela terá que passar por cada comissão separadamente.

Diante deste cenário a perspectiva de uma tramitação um pouco mais longa da Lei Geral da Copa do que a prevista – pois o projeto irá passar por quatro comissões e não mais três. Nada, no entanto, impede que a audiência pública com Blatter seja conjunta.

Blatter deveria ser ouvido pelas três comissões nesta quarta-feira (11/04), mas a audiência pública foi desmarcada, já que o presidente da FIFA, alegando dificuldade de agenda, indicou para representá-lo o secretário-geral da entidade, Jerome Valcke, que vem sendo tratado como persona non grata pelo governo brasileiro desde que declarou que o país precisaria de “um chute no traseiro” para agilizar os preparativos para a Copa 2014.

Na manhã desta terça-feira, a CE ouviu o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, que adotou uma postura conciliatória em relação à Fifa. “A entidade já pediu desculpas. Creio que não devemos alimentar esse episódio”, afirmou. Apesar do tom apaziguador, Rebelo havia se recusado a debater com Jerome Valke, o que levou a comissão a agendar audiência pública desta manhã.

Com informações da Agência Senado

 

Leia mais:

Acordo viabiliza aprovação da Lei Geral da Copa na Câmara

Lei Geral Copa: Senado se recusa a receber Jerome Valcke

Lei Geral da Copa será analisada em três comissões do Senado


Leia também