povos originários

Indígenas lançam plano de enfrentamento da Covid-19

O objetivo do plano Emergência Indígena é levantar fundos para promover ações diretas de cooperação para o enfrentamento da Covid-19. “É muito importante essa reação da sociedade civil organizada em defesa dos povos originários”, destacou o senador Paulo Rocha
:: Rafael Noronha29 de junho de 2020 17:48

Indígenas lançam plano de enfrentamento da Covid-19

:: Rafael Noronha29 de junho de 2020

A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), em parceria com a Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Povos Indígenas lançou nesta segunda-feira (29) o plano de enfrentamento a Covid-19. Denominado “Emergência Indígena”, o plano reúne diretrizes sobre cuidado integral e diferenciado, ações judiciais de incidência política e estratégias de comunicação e informação sobre medidas de prevenção.

O objetivo do plano é levantar fundos para promover ações diretas de cooperação para o enfrentamento da Covid-19.

O Emergência Indígena também colabora com a orientação de organizações indígenas e indigenistas na construção de planos de ações locais enquanto durar a pandemia e prevê ainda campanhas de pressão política para o que o Estado brasileiro cumpra seu papel.

“É muito importante essa reação da sociedade civil organizada em defesa dos povos originários. É fundamental que artistas emprestem sua voz e sua visibilidade para esta causa”, destacou o senador Paulo Rocha (PT-PA).

A atriz Camila Pitanga mostrou preocupação com a situação dos povos indígenas diante da pandemia. “São grileiros, é a pandemia, a situação de precariedade das instituições que deveriam prestar assistência. Sem dúvida, essa rede de solidariedade, é fundamental”, disse.

De acordo com dados da Apib, até hoje, havia 9.294 casos confirmados e 383 índios mortos por Covid-19. São 119 povos afetados. Apenas o Piauí segue sem registro de casos de Covid-19 entre as populações indígenas.

Cobrança aos estados e municípios
O senador Paulo Rocha destacou o fato de o Congresso Nacional ter buscado alternativas que venham a socorrer os povos indígenas em meio à pandemia, como a aprovação do PL 1.142/2020, de autoria da deputada Rosa Neide (PT-MT), que institui uma série de medidas para prevenir a disseminação da Covid-19 junto aos povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais.

Além disso, o senador aponta que deve haver uma pressão por parte da sociedade para que estados e municípios que receberam recursos do governo federal por meio do programa de socorro possam destinar parte da verba adicional exclusivamente para a proteção dos povos indígenas.

“Além da aprovação do projeto de auxílio emergencial, precisamos cobrar os parlamentares de cada estado para fazer com que uma parte dos recursos de socorro aos estados e municípios seja destinado ao socorro dos povos indígenas. Uma mediação junto aos governos locais é fundamental para que um percentual dessa verba seja direcionado para essa pauta”, apontou.

Acesse aqui para mais informações sobre o plano Emergência Indígena

Com informações da Apib

Leia também