Na Europa e América Latina

Líderes denunciam perseguição a Lula, Kirchner e Correa

Parlamentares estrangeiros emitiram manifesto em “solidariedade com o povo brasileiro” e para alertar sobre “risco de regresso à ditadura e às políticas neoliberais”
:: PT na Câmara20 de setembro de 2018 11:35

Líderes denunciam perseguição a Lula, Kirchner e Correa

:: PT na Câmara20 de setembro de 2018

Representantes de cinco blocos parlamentares da Europa e da América Latina divulgaram, nessa quarta-feira (19), em Viena, na Áustria, uma declaração conjunta na qual denunciam a “grave crise democrática” pela qual passa o Brasil “desde o golpe cometido contra a presidenta eleita Dilma Rousseff” e condenam “a perseguição judicial, política e midiática e as campanhas de criminalização que sofrem distintos líderes progressistas”, com menção direta aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Rafael Correa, do Equador, além da senadora e ex-presidenta argentina Cristina Kirchner.

A capital austríaca até esta quinta-feira (20) a reunião da Assembleia Parlamentar Euro-Latino Americana (EuroLat), que tem encontros periódicos a cada semestre, com as sedes alternando entre cidades latino-americanas e europeias.

Assinam a declaração parlamentares de nove países e cinco blocos que representam todos os países-membros do Parlamento Europeu e dos diversos parlamentos regionais da América Latina: Parlamento do Mercosul, Parlamento Latino-Americano, Parlamento Centro-Americano e Parlamento Andino.

Acesse a íntegra da nota da EUROLAT (em espanhol)

Confira a íntegra da matéria

 

Leia também