Lula é convidado para lançamento de programa contra a fome no México

Presidente mexicano, Peña Nieto, quer Lula ao seu lado no lançamento do Brasil sem Miséria local para habitantes da região do Chiapas.

:: Da redação18 de abril de 2013 15:26

Lula é convidado para lançamento de programa contra a fome no México

:: Da redação18 de abril de 2013

Lula também foi convidado pela Africare para
falar sobre o combate à pobreza na África

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falará das experiências bem sucedidas do Brasil no combate à fome e à miséria no México, a convite do presidente Enrique Peña Nieto. Lula participará, nesta sexta-feira 19, do lançamento da Cruzada Nacional contra el Hambre, no estado de Chiapas.

Neste sábado (20/04), Lula estará em Washington, nos Estados Unidos, onde participará do jantar oferecido pela Africare (maior organização sem fins lucrativos focada exclusivamente na África) e entregará o prêmio da entidade para o empresário sudanês Mo Ibrahim, fundador da Mo Ibrahim Foundation, pela sua atuação em favor do desenvolvimento e redução da pobreza na África e pelo trabalho para melhorar a governança dos países africanos.

Lula foi convidado pela Africare para falar sobre o combate à pobreza na África na cerimônia deste ano, após ganhar o prêmio em 2011. À época ele não pode comparecer a cerimônia, por motivos de saúde.

Na última etapa da viagem, em Nova York, na segunda-feira 22, Lula fará uma palestra para investidores promovida pelo banco BTG Pactual e será homenageado no jantar anual do prêmio Em Busca da Paz, promovido pelo International Crisis Group, junto com o presidente de Mianmar, Thein Sein.

Segundo a organização, o Prêmio do Crisis Group “é uma oportunidade para celebrar figuras inspiradoras do governo, diplomacia e políticas públicas, cuja liderança visionária tenha transformado a vida de milhões e trazido a promessa de um mundo livre de conflitos”. Os presidentes dos EUA Bill Clinton e George H.W. Bush, o Prêmio Nobel da Paz Martti Ahtisaari e o financista e filantropo George Soros são algumas das personalidades que já receberam a honraria.

O prêmio para Lula, segundo comunicado do Crisis Group, é por ele ter: “impulsionado seu país a uma nova era econômica e política, tirando milhões de pessoas da pobreza. Sobre esta base sólida, seu governo se tornou um ator regional e mundial crucial, com uma agenda social e trazendo uma abordagem Sul-Sul para a cooperação internacional e o desenvolvimento global.”

O presidente Lula ofereceu aos seus vizinhos regionais uma parceria, fazendo a integração uma realidade concreta. A diplomacia brasileira também ajudou os seus vizinhos da América do Sul a enfrentar suas próprias crises internas.

A solidariedade do Brasil para a África também foi notável, com o país abrindo 17 novas missões diplomáticas no continente durante o governo do presidente Lula. O Brasil também assumiu o comando da operação de manutenção da paz no Haiti e da parte naval da missão da ONU no Líbano.

O governo Lula desenvolveu uma diplomacia autônoma, em harmonia com as exigências da globalização e com os seus projetos de desenvolvimento. Alianças variáveis permitiram a nação a exercer uma presença mundial e aprofundar sua influência. Coalizões, parcerias estratégicas e novas alianças do Brasil permitiram ao país e a seus parceiros preencher o vácuo de poder no campo internacional.”

Lula retorna ao Brasil na terça-feira 23.

 

Com Instituto Lula

 

Leia mais:

Bono desafia Lula: vamos fazer juntos um Bolsa Família planetário

Africare abre escritório no Brasil e propõe parceria com Instituto Lula

Leia também