Luz para Todos será levado para municípios próximos a Belo Monte

:: Da redação17 de abril de 2013 17:44

Luz para Todos será levado para municípios próximos a Belo Monte

:: Da redação17 de abril de 2013

Até 2014, serão beneficiados 21.291 domicílios paraenses

Investimento total para levar eletricidade até
essas comunidades é de R$ 270 milhões
Crédito: Norte Energia

A partir de maio, as populações dos municípios próximos à usina hidrelétrica de Belo Monte começarão a ser beneficiadas pelo programa Luz para Todos. O Ministério de Minas e Energia (MME) liberou, em 4 de março passado, a primeira parcela dos recursos que serão usados para o início das obras. Até 2014, serão beneficiados 21.291 domicílios paraenses, espalhados por dez municípios próximos à Belo Monte e que constam no Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRS Xingu).

O investimento total para levar eletricidade até essas comunidades é de R$ 270 milhões. De acordo com o ministro Edison Lobão, cerca de 15 mil ligações elétricas – o equivalente a 75 mil habitantes – serão instaladas na região ainda em 2013.

Além do Luz para Todos, o PDRS Xingu também tem como objetivo levar desenvolvimento e qualidade de vida para as pessoas que vivem próximos à Belo Monte. “Somente Altamira está se beneficiando de mais de meio bilhão de reais em investimentos, como escola, saneamento, hospitais e assim por diante, além dos demais municípios em volta de Belo Monte”, ressaltou Edison Lobão.

Projetos

Segundo o MME, além dos municípios próximos a UHE Belo Monte, o estado paraense tem outros projetos de expansão no setor de energia elétrica em desenvolvimento. A Ilha de Marajó, por exemplo, será conectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Para isso, seis subestações de energia e quase 700 quilômetros de linhas de transmissão e distribuição estão sendo construídas, com investimento total da ordem de R$ 179,5 milhões. Todas as obras dessa etapa devem estar concluídas até maio, de acordo com as Centrais Elétricas do Pará (Celpa). Uma segunda etapa também deverá ser realizada, com investimento previsto de R$280 milhões.

Outro exemplo da atuação do Luz para Todos no Pará é o da Reserva Extrativista (Resex) Verde para Sempre, localizada no município de Porto de Moz (PA). Os moradores daquele local receberão em suas residências energia elétrica gerada a partir de painéis fotovoltaicos, que aproveitarão os recursos solares da região. Serão atendidos com essa solução 1.422 lares.

O Governo Federal tem a meta de realizar mais 115.954 ligações no estado até dezembro de 2014. Ações em conjunto envolvendo o MME, a Eletrobras e a Celpa têm sido tomadas para conseguir alcançar essa marca. Até o momento, o Luz para Todos já levou energia a 334.442 domicílios no meio rural do Pará, com investimentos de mais de R$ 2 bilhões.

Programa já levou energia para mais de 3 milhões de residências

Em todo o Brasil, o programa Luz para Todos já levou energia elétrica a 3.032.753 residências, atingindo 14,8 milhões de brasileiros. Os investimentos superam R$ 19 bilhões, de acordo com o MME. O programa foi criado pelo governo federal em novembro de 2003 com o objetivo de levar energia elétrica a 2 milhões de lares brasileiros que, à época, permaneciam sem acesso a uma fonte confiável e permanente de eletricidade.

A meta inicial foi atingida em maio de 2009, o que representou tirar da escuridão cerca de 10 milhões de pessoas que vivem em áreas rurais e predominantemente pobres de todo o país. A meta foi ampliada porque os municípios beneficiados passaram a receber de volta as pessoas que os haviam abandonado tempos antes em busca de melhores condições de vida. A ligação da eletricidade é feita de forma gratuita e as famílias recebem ainda três lâmpadas e duas tomadas instaladas em seus domicílios.

Saiba mais em www.mme.gov.br/luzparatodos

Leia também