Mandela: petistas usam as redes para prestar última homenagem

Senadores utilizaram seu perfis para manifestarem pesar pela morte do líder sul-africano.

:: Catharine Rocha6 de dezembro de 2013 17:19

Mandela: petistas usam as redes para prestar última homenagem

:: Catharine Rocha6 de dezembro de 2013

Nelson Mandela. Um nome que virou símbolo da luta pela igualdade ainda em vida permanece escrevendo seu nome com destaque após a morte. A notícia do falecimento de Madiba, como ele era carinhosamente chamado pelos sul-africanos, foi recebida com o mais profundo pesar nos quatro cantos do mundo e provocou uma onda de homenagens de líderes mundiais e cidadãos comuns. Frases e fotos de Mandela tomaram conta das redes sociais. Dentre as multidões de admiradores que levaram o nome de Nelson Mandela ao topo da lista de assuntos mais comentados no Twitter, estão alguns dos senadores petistas, que viram nas páginas da internet uma forma de prestar sua última homenagem.

O primeiro a se manifestar foi o senador Paulo Paim (RS). Poucos minutos após a confirmação falecimento de Mandela, ele escreveu: “Meu coração chora. Perdemos #Mandela O grande líder dos direitos humanos. Sua vida, sua conduta… exemplos para toda a humanidade.” Duas horas, Paim voltou a Twitter para dizer: “#RIPNelsonMandela Vida longa aos seus ideais..liberdade, justiça, igualdade e democracia. Viva #Mandela! Amandla.”

A senadora Ana Rita (ES) postou uma foto de Mandela sorrindo e acompanhado de uma multidão que o saldava com os punhos erguidos, com a seguinte mensagem: “A humanidade perdeu um grande líder, um dos seus maiores lutadores pelos direitos humanos.#MandelaPresente!”.

Walter Pinheiro (BA) lembrou uma das suas grandes marcas, a luta pela igualdade social. “Mandela enterrou o apartheid e sua história de vida, mesmo com sua partida, jamais se apartará de nossas vidas.”

O senador Delcídio do Amaral (MS), que apenas disse “Adeus, Mandiba!”, no Twitter, optou por registrar no Facebook seu pesar. “Soube agora no aeroporto que Mandela morreu! O mundo perdeu o homem que foi o grande inspirador de uma África democrática. Exemplo, em todos os sentidos.” E em um segundo momento, escreveu: “O mundo perdeu o homem que foi o grande inspirador de uma África democrática. Exemplo, em todos os sentidos.”

Delcídio ainda fez questão de destacar uma fala de Mandiba, que lhe serve de inspiração. “Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, ou por sua origem, ou sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se elas aprendem a odiar, podem ser ensinadas a amar.”

Catharine Rocha
 

Leia mais:

Mandela é símbolo das melhores causas da humanidade, diz Paim

Mandela sempre foi um exemplo para a atuação do PT. Mandela vive!

Leia também