Interesse nacional

Ministros da Justiça e Saúde vão explicar “Carne Fraca”

De autoria da líder do PT no Senado, Gleisi Hoffmann (PT-PR), o convite ao ministro Osmar Serraglio (Justiça) requer esclarecimentos acerca de sua participação nos eventos que resultaram na operação da Polícia Federal
:: Rafael Noronha29 de março de 2017 18:17

Ministros da Justiça e Saúde vão explicar “Carne Fraca”

:: Rafael Noronha29 de março de 2017

Com objetivo de dar esclarecimentos à sociedade relacionados a operação da Polícia Federal batizada como “operação Carne Fraca”, a Comissão de Assuntos Sociais (CAS) aprovou nesta quarta-feira (29) convite aos ministros da Justiça e da Saúde.

De autoria da líder do PT no Senado, Gleisi Hoffmann (PT-PR), o convite ao ministro Osmar Serraglio (Justiça) requer esclarecimentos acerca de sua participação nos eventos que resultaram na operação da Polícia Federal.

No caso do ministro Ricardo Barros (Saúde) o convite pede esclarecimentos acerca dos possíveis impactos na saúde da população brasileira decorrentes das informações veiculadas até o presente momento.

Em audiência pública realizada pela Comissão de Direitos Humanos (CDH) na última terça-feira (28), o chefe de gabinete do Ministério da Agricultura, Coaraci Castilho confirmou a detecção de problemas na conduta de 33 servidores do ministério inseridos num universo de aproximadamente 11 mil.

Ele ainda afirmou que em dois anos de investigações da Polícia Federal, praticamente todas as plantas frigorificas do País foram visitadas – no Brasil existem 4.952 estabelecimentos – e foram detectadas irregularidades em apenas 21.

“99,5% das unidades frigorificas estão dentro dos padrões de segurança. A imagem do Brasil foi arranhada e abalada no mundo inteiro. O prejuízo que podemos avaliar é de aproximadamente 10% de oscilação do mercado, ou seja, 1,5 bilhão de dólares de prejuízo anual e a [ameaça] de 6,7 milhões de desempregos, dentre eles, milhares de pequenos produtores. Além disso, o embarque diário para o exterior que era de aproximadamente 63 milhões de dólares, com a operação [Carne Fraca] caiu para 74 mil dólares”, relatou na oportunidade.

A Operação Carne Fraca deflagrada no último dia 17, pela Polícia Federal, investiga empresas do setor alimentício envolvidas em esquema de corrupção que liberava a comercialização de alimentos produzidos por frigoríficos sem a devida fiscalização sanitária.

Leia também