Comunicação pública

Mudanças na EBC contrariam a Constituição

Gésio Passos, do Sindicato dos Jornalistas do DF, explica mudanças na empresa pública
:: Brasil de Fato26 de abril de 2018 15:03

Mudanças na EBC contrariam a Constituição

:: Brasil de Fato26 de abril de 2018

Os profissionais da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC) marcaram plenárias para esta sexta-feira (27), nas quais  discutirão formas de resistência a novas mudanças propostas pelo governo de Michel Temer (MDB) ao trabalho da empresa. Na última quarta-feira (25), manifestações de trabalhadores e trabalhadoras ocorreram em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, em protesto contra a aprovação de um novo planejamento estratégico de gestão que, entre outras medidas, prevê que as equipes de jornalismo poderão produzir reportagens apenas sobre atos oficiais do governo.

Atualmente, a EBC, que mantém TV, rádio e agência de notícias em texto, e cujo conteúdo pode ser reproduzido gratuitamente por pequenos veículos de comunicação em todo o Brasil, realiza reportagens sobre regiões e personagens do País, protestos e manifestações públicas, debates, seminários e outros acontecimentos ligados à sociedade civil.

Gésio Passos, coordenador do Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal, explicou o que esta acontecendo com a empresa responsável pela gestão do jornalismo público no Brasil.

Confira a íntegra da entrevista

Leia também