Casa da Mulher Brasileira

Recursos para mulheres sob violência reduzidos a quase zero

De acordo com levantamento feito pelo jornal Estado de S. Paulo, entre 2015 e 2019, os pagamentos para atendimento às mulheres em situação de violência recuaram de R$ 34,7 milhões para R$ 194,7 mil
:: Assessoria do senador Rogério Carvalho6 de fevereiro de 2020 10:15

Recursos para mulheres sob violência reduzidos a quase zero

:: Assessoria do senador Rogério Carvalho6 de fevereiro de 2020

O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), mostrou preocupação com a drástica redução de repasses de recursos do governo Bolsonaro para a Casa da Mulher Brasileira, voltada para o combate à violência contra a mulher.

Entre 2015, quando o programa foi criado no então governo Dilma Rousseff, e 2019, o orçamento da Secretaria da Mulher caiu de R$ 119 milhões para R$ 5,3 milhões.

De acordo com levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo, no mesmo período, os pagamentos para atendimento às mulheres em situação de violência recuaram de R$ 34,7 milhões para R$ 194,7 mil.

“Revendo a aplicação dos recursos do governo federal no programa Casa da Mulher Brasileira no ano de 2019 não foi executado nada! Portanto, aquele que seria o principal programa para dar consequência à lei Maria da Penha, não teve nenhum tipo de movimentação. ”, anunciou o líder do PT no Senado.

No Brasil, uma mulher é agredida a cada quatro minutos, segundo dados do Ministério da Saúde. Os índices de feminicídio também vêm aumentando. E apesar disso, o tema não é prioridade para o governo Bolsonaro.

“É preciso que o estado brasileiro tenha alguma responsabilidade e cumpra a sua função de acolher e de proteger as mulheres de uma maneira geral. “, enfatizou Rogério Carvalho.

Diante da gravidade da situação, o senador Rogério fez um convite à ministra Damares para comparecer à Comissão de Assuntos Sociais e trazer mais explicações.

Confira a íntegra da matéria

Leia também