Mulheres querem assegurar direitos no PPA

:: Da redação14 de setembro de 2011 12:24

Mulheres querem assegurar direitos no PPA

:: Da redação14 de setembro de 2011

O movimento Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB) quer garantir que temas relativos aos direitos femininos sejam incluídos no texto do Plano Plurianual (PPA). Um grupo de representantes do movimento reuniu-se hoje com as senadoras Ana Rita (PT-ES) e Lídice da Mata (PSB-BA) para discutir a possibilidade de apresentação de emendas ao texto que permitam incluir pontos como o combate à violência contra a mulher e a inclusão,entre os valores propostos no texto original, de itens como a igualdade entre todos os brasileiros e a laicidade do Estado. A ideia é garantir a implantação de programas destinados especificamente às mulheres.

A AMB pediu a garantia de que uma audiência pública solicitada pela então senadora e atual ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, aconteça o mais brevemente possível. A ideia é debater o tema “Mulheres e PPA” com convidadas como as secretárias de Política para as Mulheres, Iriny Lopes; de Orçamento Federal, Célia Correa; de Planejamento e Investimento, Maria Lúcia de Oliveira Falcon, além da bancada feminina no Congresso Nacional e do Colegiado Gestor do centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFEMEA).

A senadora Ana Rita disse que as mulheres trouxeram para o encontro uma análise da íntegra do texto do PPA e o pedido de que as propostas de alteração sejam levadas em conta no momento de votação do Plano. A senadora disse ao grupo acreditar que não haverá problemas para que o relator, senador Walter Pinheiro (PT-BA) acate as sugestões.

“Um dos pontos que elas pedem que sejam alterados na redação é que sejam incluídas palavras como igualdade, porque isso é bastante significativo para as mulheres”, explicou Ana Rita. E prosseguiu: “Elas também insistem na necessidade de que haja recursos assegurados para garantir o combate à violência contra a mulher”,disse a senadora que lembrou ao grupo que já existe no Congresso uma comissão formada para discutir a questão da violência contra a mulher e a aplicação da Lei Maria da Penha.

“Nós já temos uma lei muito importante ( a Lei Maria da Penha), mas para garantir a sua aplicação depende que o serviço público esteja suficientemente preparado para atender às vítimas.

 

Giselle Chassot

Ouça a entrevista da senadora Ana Rita

{play}images/stories/audio/anarita_mulheres_1309.MP3{/play}

Clique com o botão direito para baixar o áudio

Saiba mais

Lei Maria da Penha

Plano Plurianual (PPA)

Leia também