Na mídia: Cachoeira pagava contas de secretários de Perillo

Jornal O Globo trata de interceptações telefônicas que sugerem que Cachoeira pagava contas de secretários do governo goiano usando a Delta.

 

:: Da redação17 de julho de 2012 14:16

Na mídia: Cachoeira pagava contas de secretários de Perillo

:: Da redação17 de julho de 2012

Novas revelações prosseguem o bombardeio da mídia sobre o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Depois da demolidora matéria da revista Época publicada no último final de semana mostrando as relações do tucano com a empresa Delta, nesta terça-feira (17/07), o Globo trata de interceptações telefônicas que sugerem que o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, pagava contas de secretários do governo goiano utilizando, novamente, a construtora Delta.

Alguns integrantes da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investiga a rede criminosa do contraventor entendem que as conversas deixam clara a relação entre Cachoeira e o chefe do Executivo de Goiás.

A reportagem reproduz uma conversa entre Cachoeira e Wladimir Garcez, apontado pela Polícia Federal como o braço político do esquema, onde o contraventor fala do pagamento das contas dos secretários: “Ô, Wladmir, eu tô fazendo a coisa. Esquece esse negócio de viagem, meu. Eu tô puto, porque vai enchendo o saco, vai caindo a gota, sabe, aí um bobão tá lá no trem lá, ele tá lá. O Edivaldo (Cardoso, presidente do Detran de Goiás) fala que não tem isso, não tem aquilo, que acabou com a CLT, que não sei o que que tem, que não vai fazer isso, não vai fazer aquilo, e o cara tá lá. Tá sendo empossado na nossa cara, rapaz. E nós aqui, ó. Você todo dia traz uma conta diferente pra mim. Todos os dias. Um cargo que a gente tinha, todo dia, esse bosta deste cara, esse malandro desse Rincón, todo dia você tá com ele, rapaz, nós tínhamos uma gerência, nós tínhamos uma diretoria forte. Não temos mais nada. Não temos uma pessoa nossa lá” — irrita-se o bicheiro.

Rincón é Jayme Rincón, presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras.

Para ler a íntegra da reportagem, acesse o link

Com informações do Jornal O Globo

Leia também