Obras do Rio São Francisco apresentam “bom ritmo”, segundo balanço

:: Catharine Rocha19 de fevereiro de 2014 17:06

Obras do Rio São Francisco apresentam “bom ritmo”, segundo balanço

:: Catharine Rocha19 de fevereiro de 2014

 

Transposição emprega mais de 8,7 mil
trabalhadores

A maior obra hídrica do Brasil apresentou um resultando positivo no balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), divulgado nessa terça-feira (18). As obras dos eixos Norte e Leste do projeto de Integração do Rio São Francisco seguem em “bom ritmo”. Comparados com o levantamento anterior – apresentado há quatro meses –, a execução das obras no Eixo Norte subiu de 43% para 50%; enquanto o Eixo Leste a execução saiu de 52% para 55%.

Com o objetivo de garantir a oferta de água para 12 milhões de pessoas, moradoras de 390 municípios do Agreste e do Sertão dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, as obras de transposição do rio São Francisco visam integrar as bacias hidrográficas do Nordeste Setentrional. Depois de concluído o projeto, será possível fazer a retirada contínua de 26,4 m³/s de água, o equivalente a apenas 1,42% da vazão garantida pela barragem de Sobradinho (1850 m³/s) – uma das maiores fornecedores de água para a região Nordeste hoje –, sendo que 16,4 m³/s (0,88%) seguirão para o Eixo Norte e 10 m³/s (0,54%) para o Eixo Leste.

Nos anos em que o reservatório de Sobradinho estiver com excesso de água, o volume captado poderá ser ampliado para até 127 m³/s, aumentando a oferta de água para múltiplos usos.

Segundo um regimento de metas do Ministério da Integração, órgão coordenador do projeto, o acompanhamento das obras é feito por trechos. Dos 16 lotes de obras, que compõe as metas, dois já estão concluídos: o Canal de Aproximação do Eixo Norte e Leste.

Outros 14 lotes ainda estão em atividade: Lote 1, em Cabrobó (PE); 2,3 e 8, em Salgueiro (PE); Lote 4, em Verdejante (PE); Lote 5, em Brejo Santo (CE); Lote 6, em Mauriti (CE) – mobilização; Lote 7, em São José de Piranhas (PB) – em mobilização; Lotes 9 e 13, em Floresta (PE); Lotes 10 e 11, em Custódia (PE); 12, em Sertânia (PE); e 14, em São José de Piranhas (PB). Quatro trechos do Eixo Norte funcionam 24 horas por dia: em Salgueiro (PE), em Cabrobó (PE), em Jati (CE), e  em São José de Piranhas (PB). Mais de 2,7 mil máquinas estão em operação.

De maneira geral, as obras em andamento apontam para mais de 54,7% de avanço. O empreendimento, que possui uma extensão de 469 km, deve ser concluído no final de 2015. Atualmente, a transposição do rio São Francisco emprega mais de 8,7 mil trabalhadores – o que resulta em um ganho inegável para as economias locais.

Catharine Rocha, com Portal Brasil e Ministério da Integração


Leia mais:

Transposição do São Francisco caminha a pleno vapor, diz ministro

Humberto: transposição no São Francisco é verdadeira revolução

Leia também