Paim e Delcídio pedem conclusão do processo da Raposa Serra do Sol

:: Da redação22 de maio de 2013 20:04

Paim e Delcídio pedem conclusão do processo da Raposa Serra do Sol

:: Da redação22 de maio de 2013

A demarcação da Raposa Serra do Sol pode servir de jurisprudência, proporcionando critérios e norteando as diversas demandas envolvendo a demarcação de terras indígenas

Paulo Paim (PT/RS) e Delcídio do Amaral (PT/MS) e mais 14 senadores encaminharam um ofício ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, pedindo a redistribuição do processo que decidirá sobre a demarcação da reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima.O processo está sem ministro relator desde que o ex-presidente do STF, Ayres Britto, aposentou-se, em novembro do ano passado. O STF já homologou a reserva em terras contínuas e de determinou a retirada de não-índios da área. A Corte, porém, não apreciou os embargos declaratórios, pedidos de esclarecimentos sobre a sentença judicial de 2009, apresentados após a publicação da decisão.

A demarcação da Raposa Serra do Sol pode servir de jurisprudência, proporcionando critérios e norteando as diversas demandas envolvendo a demarcação de terras indígenas no País. O STF já homologou a reserva em terras contínuas e de determinou a retirada de não-índios da área. A Corte, porém, não concluiu o julgamento, o que afeta a análise de outros conflitos fundiários semelhantes existentes no País.

A Raposa Serra do Sol, uma das maiores terras indígenas do País, tem 1,7 milhão de hectares, no estado de Roraima, pertencente aos povos Ingaricó, Macuxi, Patamonas, Taurepangues e Uapixanas. Sua demarcação foi homologada em 2005, por um decreto do ex-presidente Lula. Atualmente, o Brasil tem cerca de 600 terras indígenas, que abrigam 227 povos e uma população de 480 mil pessoas. Essas terras representam 13% do território nacional, ou 109,6 milhões de hectares.

Cyntia Campos

Leia mais:

Ana Rita defende mais rigor na apuração de massacres a índios

Leia também