Relator vê semelhança entre situações de Leréia e Demóstenes

“Conselho de Ética da Câmara vai ter que investigar”, afirmou. Decisão sobre prorrogação dos trabalhos da CPI fica para a próxima terça.

:: Da redação10 de outubro de 2012 13:33

Relator vê semelhança entre situações de Leréia e Demóstenes

:: Da redação10 de outubro de 2012

Encerrada a reunião em que foi ouvido o deputado federal Carlos Leréia (PSDB-GO), o relator da CPI do Cachoeira, deputado Odair Cunha (PT-MG), disse considerar a situação do parlamentar semelhante à do ex-senador Demóstenes Torres.

Para Odair, as investigações e o depoimento desta terça-feira (09/10) deixaram evidentes os vínculos pessoais, patrimoniais e financeiros entre Leréia e Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso desde fevereiro por suspeita de corrupção e exploração de jogos ilegais. “A relação deles é comprometedora, e o Conselho de Ética da Câmara vai ter que investigar”, afirmou.

Demóstenes Torres perdeu o mandato em julho passado, depois de responder processo no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, sob acusação de favorecimento ao contraventor goiano.

Para o vice-presidente da CPI, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), a relação entre Leréia e Cachoeira não é algo recomendável sob o ponto de vista do decoro parlamentar. Paulo Teixeira classificou de inadequadas as relações entre o parlamentar tucano e Cachoeira. “São relações não recomendáveis dentro do decoro parlamentar. Acho que as relações dele com Carlos Cachoeira são todas inadequadas e inaceitáveis para quem exerce um mandato”, criticou Paulo Teixeira.

O deputado Dr. Rosinha (PT-PR) questionou o tucano: “não é o papel de um deputado pedir investigação ao tomar conhecimento de uma organização criminosa?” Leréia irritou-se com o petista e disse que essa “não é a função dele e, que, não ia perder tempo com isso”.  Para Dr. Rosinha, “a organização criminosa está agindo junto com o governo do PSDB em Goiás”.

Investigações da Polícia Federal revelam que Leréia manteve contato com Cachoeira 72 vezes só no ano passado. Dados da PF mostram também que o nome do parlamentar foi citado pelo contraventor e integrantes da quadrilha em 26 interceptações telefônicas. Veja diálogos abaixo.

Diálogo: 09/08/2011 – Cachoeira X Leréia

Leréia: …Deixa eu te falar: aquele assunto que eu te falei, você vai dar conta de me arrumar aquilo lá?

Cachoeira: O problema é que tô olhando ainda Leréia. Tô num aperto desgraçado

Leréia: Eu tenho que fechar com o menino lá.

Cachoeira: Podia dividir esse trem ai. Vamos falar. Tô olhando, tô no aperto.

Leréia: …pra mim é importantíssimo fechar aquele negócio…

Diálogo: 17/08/11 – Michel X Cachoeira

Michel: Fala Carlinhos?

Cachoeira: Michel, eu tô emprestando quatrocentos pro Leréia, falando que é seu tá? Sobra três. Ai ele tá querendo que se faz por dois. Aí fecha com dois e meio, tá bom?

Michel: Tá bom…

O deputado Carlos Leréia deixou a reunião rapidamente sem conversar com os jornalistas e se limitou a dizer que sua relação com Cachoeira é pessoal e não tem nada de comprometedora.

Com informações da Agência Senado e do PT na Câmara

Foto: Agência Senado

Leia mais:

PT e oposição defendem continuação dos trabalhos da CPMI

Leréia defende jogo e sua amizade com Cachoeira


Leia também