Desmonte da Petrobras

Rogério cobra explicações sobre saída da Petrobras do Nordeste

Senador cobra explicações sobre planejamento da empresa da Petrobras do presidente da empresa e do ministro de Minas e Energia
:: Rafael Noronha8 de outubro de 2019 16:51

Rogério cobra explicações sobre saída da Petrobras do Nordeste

:: Rafael Noronha8 de outubro de 2019

O Senado Federal quer ouvir o ministro de Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque, e o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, sobre o fechamento de unidades da empresa na região Nordeste. Para isso, aprovou requerimento do senador Rogério Carvalho (PT-SE), vice-líder do PT no Senado, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), nesta terça-feira, 8.

“O efeito dessa decisão é o fechamento do escritório da Petrobras na Bahia, em Sergipe, no Rio Grande do Norte e a desmobilização da Petrobras nesses estados”, destacou o senador.  Na avaliação do senador, a desmobilização da Petrobras na região Nordeste vai afundar ainda mais a economia das cidades e aumentar o desemprego. “Precisamos garantir o emprego dos trabalhadores”, enfatizou.

“Para os estados do Nordeste a atividade de produção e refino de petróleo trouxe um grande desenvolvimento. Sergipe tem uma reserva com potencial para produção de 300 mil barris de petróleo por dia, uma das maiores reservas de gás natural do Brasil e nenhuma perspectiva. Apenas a redução drástica da atividade da Petrobras no estado, que gera uma diminuição da atividade econômica com repercussões gerais para a economia dos estados da região Nordeste”, criticou Rogério.

Rogério Carvalho cita ainda nota divulgada pela Petrobras na qual a empresa anuncia revisão de posicionamento estratégico da companhia para dedicar-se a exploração e produção de petróleo em águas profundas e ultra profundas, deixando de ser uma empresa nacional de atuação integrada passando a atuar apenas no Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo.

 

Leia também