falta de transparência

Rogério quer explicações sobre venda de carteira do BB ao BTG

Líder do PT no Senado quer informações acerca de operação inédita, e sem transparência, do Banco do Brasil de cessão de ativos ao BTG Pactual
:: Rafael Noronha21 de julho de 2020 13:01

Rogério quer explicações sobre venda de carteira do BB ao BTG

:: Rafael Noronha21 de julho de 2020

O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), apresentou requerimento de convite ao presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, para explicar aos senadores a venda de ativos da empresa para o banco BTG Pactual. O valor contábil da carteira, de acordo com o Banco do Brasil, é de R$ 2,9 bilhões e o impacto financeiro da transação será de R$ 371 milhões.

No dia 1º de julho ocorreu uma cessão de carteira de créditos do Banco do Brasil para o banco BTG Pactual. Essa operação, apesar de normal, de acordo com a economista do Dieese Cátia Uehara “foi pouco transparente”.

“Queremos explicações. Convidamos o presidente do BB para falar conosco na Comissão de Assuntos Econômicos para explicar a venda sem transparência de ativos para o BTG Pactual. O Brasil não está à venda”, destacou o senador.

Essa é a primeira vez que o BB realizou uma operação de cessão de carteira de crédito a uma instituição fora de seu conglomerado. A Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB) também estranhou a operação e, em ofício enviado ao Vice-Presidente de Gestão Financeira e de Relações com Investidores do banco, solicitou uma série de informações sobre a cessão da enorme carteira de crédito a uma instituição privada.

O BTG Pactual foi fundado em 1983 por Paulo Guedes, atual ministro da Economia de Jair Bolsonaro.

Leia também