Sem acesso aos documentos, PT quer CPI para investigar Cachoeira

Sem acesso às informações sobre o inquérito da Operação Monte Carlo, da Polícia Federal, PT vai defender uma CPI para investigar as ramificações da quadrilha do bicheiro Carlos Cachoeira.

:: Da redação10 de abril de 2012 12:40

Sem acesso aos documentos, PT quer CPI para investigar Cachoeira

:: Da redação10 de abril de 2012

A se confirmar a impossibilidade do Conselho de Ética do Senado ter acesso ao inquérito que trata das relações entre o senador Demóstenes Torres e o bicheiro Carlos Cachoeira, o PT começará a coletar assinaturas, já a partir desta terça-feira, para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). A decisão já foi tomada pelo líder do PT no Senado, Walter Pinheiro, e está sendo comunicada a toda a bancada do partido da base de apoio ao governo. Para ele, a CPI é o último instrumento à disposição do Senado para conhecer o que traz o inquérito, uma vez que o corregedor do Senado, Vital do Rego (PMDB-PB), divulgou que tanto a Corregedoria do Senado, quando o Conselho de Ética, não terão acesso aos documentos do inquérito.

Para Pinheiro, é necessário que o País conheça os pormenores do inquérito, porque ele não trata apenas das ligações entre o senador goiano e o bicheiro. “O inquérito traz uma série ainda não mensurada de informações sobre a infiltração da quadrilha de Cachoeira em distintas esferas de poder, e precisamos conhecer o que a Polícia Federal investigou”, disse o líder do PT no Senado. Para ele, o trabalho do Senado não deve se limitar ao caso Demóstenes, mas apurar como operava rede de espionagem, achaques, e chantagens montada pelo bicheiro Carlos Cachoeira. “A cada dia, os vazamentos revelam o alcance surpreendente da rede montada por Cachoeira. Sabemos que ela não se limitou ao Senado, mas também se estendeu a outras esferas de poder. O Senado tem de esclarecer esses fatos, até porque é de interesse da instituição livrar-se da pecha de que é corporativista e seletiva em suas investigações”.

Leia mais:

Pinheiro mantém oferta para Wellington presidir Conselho de Ética

Suplicy pede que Demóstenes explique novas denúncias

 

Senador Jorge Viana quer que Demóstenes se explique da tribuna

 

 

Leia também