Crise dos combustíveis

Senadores cobram demissão de Parente

Humberto: “não é possível solucionar essa crise, sem que haja a imediata demissão de Pedro Parente e sem uma mudança geral da política de tarifas para derivados do petróleo”
:: Rafael Noronha30 de maio de 2018 16:09

Senadores cobram demissão de Parente

:: Rafael Noronha30 de maio de 2018

No dia em que a greve dos caminhoneiros entra em seu décimo dia e os petroleiros iniciam greve de 72 horas, a Petrobras anunciou reajuste de 0,74% no preço da gasolina nas refinarias. O governo Temer, além de não apresentar uma solução definitiva para a crise do diesel, mantém a política “temerária” de reajuste dos preços vinculados ao mercado internacional.

“Não é possível solucionar essa crise, sem que haja a imediata demissão do Presidente da Petrobras, Pedro Parente, e dessa Diretoria e sem que haja uma mudança geral da política de tarifas, da política de preços para os derivados de petróleo, aqui, no nosso País”, defende o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE).

O senador Lindbergh Farias (RJ), líder do PT no Senado, citou trecho de estudo realizado pelo consultor da Câmara dos Deputados, Paulo César Lima, no qual ele aponta que a Petrobras tem tido lucro de 150% na venda do óleo diesel. O litro do combustível tem sido vendido na refinaria a R$2,33. Mas com uma política de preços mais justa, o valor poderia ser de R$0,93.

“Aproveitaram a greve dos caminhoneiros, não resolveram nada e tiveram uma decisão para as petroleiras ganharem mais dinheiro. Quem está ganhando esse dinheiro? Grandes acionistas da Petrobras, a maior parte de fundos privados dos Estados Unidos. É indefensável essa política do Pedro Parente – indefensável”, denunciou o senador, apontando que a solução do governo em zerar as alíquotas de PIS/Cofins dos combustíveis pelos próximos 60 dias prejudicará ainda mais a população com a retirada de recursos de outras áreas do orçamento.

“Eles [governistas] já cortaram R$1,5 bilhão, em 2017, do Bolsa Família, tiraram 500 mil famílias. Estão cortando da assistência social, da previdência, do seguro-desemprego e do abono salarial e não mexem no andar de cima”, completou.

Na avaliação do senador Jorge Viana (PT-AC), o Congresso Nacional deve trabalhar para construir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com intuito de investigar a gestão de Pedro Parente relacionada a política de preços dos combustíveis.

“A Petrobras está lucrando acima do que deveria com gasolina, com gás e com diesel? Sim, 150% de lucro. Temer tirou o dinheiro de circulação, danificou as empresas, tirou o crédito, o desemprego chegou a 13,4 milhões de pessoas. E, para piorar, a Petrobras hoje dá um aumento 0,74% na gasolina. O Senado tinha que encontrar uma maneira de ser parte da solução desta crise”, destacou.

Leia também