Senadores visitarão escola afetada por pulverização aérea de agrotóxico

:: Da redação23 de outubro de 2013 18:27

Senadores visitarão escola afetada por pulverização aérea de agrotóxico

:: Da redação23 de outubro de 2013

A pulverização atingiu escola do município de Rio Verde
(Agência Câmara)

Nesta quarta-feira (23), a Comissão de Direitos Humanos (CDH), presidida pela senadora Ana Rita (PT-ES), aprovou requerimento para realização de diligência do colegiado ao município de Rio Verde (GO) para observação in loco dos prejuízos provocados pela pulverização aérea de agrotóxico que atingiu uma escola da região. Os senadores irão verificar a situação de alunos, alunas e trabalhadores da educação no próximo dia 29.

No último dia 19 de setembro, por solicitação da senadora petista, a CDH realizou audiência pública para debater o uso de agrotóxicos na alimentação e a vulnerabilidade das populações rurais.

No primeiro semestre desse ano, 36 crianças e dois professores que estavam numa escola pública na zona rural da cidade goiana de Rio Verde (GO) foram intoxicadas depois que um avião despejou inseticida agrícola sobre o local. De acordo com as investigações realizadas, o agrotóxico usado, Engeo Pleno, é de uso exclusivo para lavoura de soja e deve ser aplicado por via terrestre. No entanto, a plantação no local era de milho.

Na oportunidade da audiência, um dos convidados, Hugo Alves dos Santos, diretor da Escola Municipal São José do Pontal, local onde ocorreu o acidente, relatou as dificuldades encontradas por ele para dar assistência às crianças que ainda sofrem com os efeitos da intoxicação. O professor relatou ter recebido, inclusive, alguns “avisos” de que estaria fazendo muito barulho com o ocorrido.

Leia mais:

Grande consumidor mundial de agrotóxicos, Brasil deve controlar o produto

Incentivo a agrotóxicos de baixa periculosidade é aprovado

Leia também