SPM lamenta a morte da queniana Wangari Maathai

:: Da redação26 de setembro de 2011 18:44

SPM lamenta a morte da queniana Wangari Maathai

:: Da redação26 de setembro de 2011

A Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), da Presidência da República lamenta a morte da queniana Wangari Maathai, Nobel da Paz em 2004, ocorrido neste domingo (25/9) aos 71 anos em Nairob, África do Sul. Wangari Maathai lutou pelo meio ambiente, pela paz, pelos direitos humanos das mulheres, liberdade política, desenvolvimento sustentável e democracia.

Plantando árvores, ela plantava a paz. Suas florestas geraram solo fértil, emprego, alimento e água das fontes revividas das mãos das mulheres plantadoras de florestas que ela mobilizou, resgatando uma antiga tradição de seu povo, de que as árvores são sinônimas de paz e reconciliação. Nas últimas três décadas, as mulheres quenianas plantaram mais de 30 milhões de árvores. O sonho possível, que nasceu das mãos e coração abnegados dessa professora africana, percorre o mundo, que hoje está triste com sua partida. Mas nem por isso com menos esperança, pois os ensinamentos de Wangari Maathai continuam vivos e materializados em muitas florestas em crescimento em todos os continentes e na luta das mulheres do Quênia.

Secretaria de Políticas para Mulheres

Leia também