A cara do golpe

Temer paga mico internacional com fala machista

Só uma reportagem da agência Associated Press teve mais de 5 mil reproduções mundo afora; veículos importantes, como CNN, New York Times e El País também registraram a afirmação do presidente sobre a "importância da mulher" cuidando da casa e dos preços no supermercado
:: Cyntia Campos10 de março de 2017 13:34

Temer paga mico internacional com fala machista

:: Cyntia Campos10 de março de 2017

O discurso machista de Michel Temer na celebração do Dia Internacional da Mulher, na última quarta-feira (8), não provocou apenas a indignação dos brasileiros e fortes reações nas redes sociais. A fala anacrônica do atual ocupante da Presidência da República foi um autêntico “mico” internacional, reproduzido — e ironizado — por veículos de imprensa de todos os cantos do planeta.

“Tenho absoluta convicção do quanto a mulher faz pela casa, pelo lar. Do que faz pelos filhos. E, se a sociedade de alguma maneira vai bem e os filhos crescem, é porque tiveram uma adequada formação em suas casas e, seguramente, isso quem faz não é o homem, é a mulher”, afirmou Temer na “homenagem” às mulheres em seu dia de luta, além de circunscrever a “grande participação” delas na economia do País à tarefa de “indicar os desajustes de preços em supermercados”.

Ao contrário do caráter doméstico que Temer preconiza para o papel das mulheres na sociedade, seu vexame extrapolou—e muito—as paredes do Palácio do Planalto, onde o famigerado discurso foi proferido em cerimônia oficial. A imprensa internacional registrou a batatada e reproduziu largamente as reações indignadas das brasileiras e brasileiros nas redes sociais.

O jornal argentino Página 12 descreveu as “palavras machistas do presidente brasileiro” e lembrou que  “Temer chegou ao poder em agosto, após um golpe parlamentar contra a presidenta Dilma Rousseff e recebeu, na ocasião, uma enxurrada de críticas pela ausência de mulheres e de negros em seu ministério”.

O presidente do Brasil reduz o papel da mulher à casa e ao supermercado

Jornal El País

Já o espanhol El País estampou que “O presidente do Brasil reduz o papel da mulher à casa e ao supermercado”. Em sua edição brasileira, o jornal reproduz algumas das reações mais indignadas dos internautas, a da jornalista e quadrinista Alexandra Moraes, que ironizou no Twitter: “Acho que o Michel Temer pegou o discurso de Dia da Mulher que o Marechal Deodoro deixou na gaveta”, citando o primeiro presidente da República (1889-1891).

“Temer irrita mulheres com elogio a habilidades de supermercado”, detonou a agência internacional de notícias Associated Press, em registro reproduzido por pesos pesados da imprensa norte-americana, como The New York Times e The Washington Post, e outros 5 mil veículos de comunicação do mundo inteiro.

“O impopular dirigente também afirmou que as mulheres brasileiras têm mais chances de ingressar no Mercado de trabalho agora, indo além das tarefas domésticas e disse que mulheres são tratadas como cidadãs de segunda classe em outras partes do mundo, sem entrar em detalhes”, relatou a Associated Press, que também chamou a atenção para o Ministério exclusivamente masculino nomeado por Temer.

A rede de notícias CNN registrou que os elogios de Temer à importância das mulheres nos “cuidados da casa e dos filhos” pode “até ter levado a aplausos mornos e a quase imperceptíveis viradas de olhos”, mas foi “a louvação à contribuição delas à economia”—a constatação dos preços das mercadorias nos supermercados — “que deixou homens e mulheres estupefatos”.

Nas redes sociais, foi inevitável a comparação entre Temer e o progressista primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, que saudou o Dia Internacional da Mulher afirmando seu “orgulho feminista” e o compromisso dele e de sua companheira, Sophie, de criarem a filha e os filhos na convicção de que “um mundo de igualdade é um mundo melhor e mais forte”.

Comparando os discursos de dia das mulheres de Michel Temer ?? e Justin Trudeau ??

Publicado por Quebrando o Tabu em Quinta, 9 de março de 2017

Trudeau reconheceu os avanços na conquista da igualdade de gênero alcançados nas últimas décadas como, principalmente, “resultado dos incansáveis e apaixonados esforços das mulheres” e ressaltou que “ainda há muito a fazer”, já que, em todo o mundo, “mulheres recebem salários menores e menos promoções, elas têm o controle legal e sobre seus corpos e acesso à saúde reprodutiva negados e enfrentam taxas maiores de violência, assédio e agressões verbais, físicas e sexuais”.

Leia mais:

Gleisi: fala de Temer “é insulto às conquistas das mulheres”

The Telegraph (Reino Unido) – Brazilian president Michel Temer attacked for praising housekeeping skills in International Women’s Day speech
Página 12 (Argentina) – Para Temer, la mujer a la casa y al supermercado
El País (Espanha) – El presidente de Brasil reduce el papel de la mujer a la casa y el supermercado
The New York Times (EUA) – Brazil’s Temer Irks Women With Praise for Supermarket Skills
CNN (EUA) – Brazilian president under fire over praise of women’s supermarket skills

Reprodução autorizada mediante citação do site PTenado

Leia também