Viana incentiva jovens a abrirem negócio próprio

:: Da redação14 de novembro de 2011 17:41

Viana incentiva jovens a abrirem negócio próprio

:: Da redação14 de novembro de 2011

O senador Jorge Viana (PT-AC) ocupou a tribuna do plenário do Senado Federal na tarde desta segunda-feira (14/11) para falar sobre a importância do empreendedorismo. Após saudar os 21 milhões de pessoas que estão à frente do próprio negócio, capitalizando 20% do PIB nacional, ele destacou o relevante papel desempenhado pelos pequenos empreendedores brasileiros nesse período em que o mundo inteiro está em crise. “Geramos mais de dois milhões de emprego com carteira assinada, enquanto o mundo conta os desempregados”, afirmou.

Para Viana, um dos grandes desafios que o País possui neste momento é criar políticas de estímulo ao crescimento dos indicadores do empreendedorismo, especialmente entre os jovens recém-formados. Ele observou que assim como são festejadas a abertura de vagas em concursos públicos, assim também deveriam ser os programas que abrem oportunidades para que a juventude possa ajudar na “condução desse País” por meio do negócio próprio. “Porque (o concurso público) nunca vai atender ao conjunto dessa juventude. E a alternativa é o empreendedorismo”, ressaltou.

Nesse sentido, o parlamentar lembrou que recentemente o Congresso Nacional aprovou um “programa muito poderoso” com esse objetivo de estimular a indústria nacional: o Supersimples, sancionado pela presidenta Dilma Rousseff na última quinta-feira (10/11). Na avaliação do petista, este é um “instrumento muito forte para que as pessoas tenham coragem de abrir seu próprio negócio”.

Burocracia

Entretanto, Jorge Viana observou que existem alguns desafios a serem superados para que se consiga o fortalecimento indústria. Ele apontou a qualificação da mão de obra e dos gestores empresariais, aliada à desburocratização da concessão de crédito pelos bancos como os principais entraves para o desenvolvimento da indústria nacional. “É muito importante trabalharmos a questão do empreendedorismo para o desenvolvimento humano. Apoiar a micro e pequena empresa. Tirar a burocracia. Ampliar as linhas de crédito. E facilitar a vida dos empreendedores que querem começar uma atividade empresarial na rede bancária oficial”, argumentou.

Catharine Rocha

Leia o discurso do senador

Leia mais:

Supersimples: limite 50% maior para apoiar crescimento das MPE

MPEs ganham mais oportunidades e benefícios com nova lei

Leia também