Pedido de Investigação

Wagner vai ao STF contra ‘postura negacionista’ de Bolsonaro

Para o senador, enquanto a população assiste ao aumento do número de mortes e casos e clama por auxílio e vacina, Bolsonaro continua adotando uma postura convictamente negacionista
:: Assessoria do senador Jaques Wagner8 de março de 2021 10:24

Wagner vai ao STF contra ‘postura negacionista’ de Bolsonaro

:: Assessoria do senador Jaques Wagner8 de março de 2021

O senador Jaques Wagner (PT-BA) protocolou notícia-crime no Superior Tribunal Federal (STF) contra o presidente da República. Ele cobra que a corte o investigue por crime de prevaricação, diante da atual situação do país causada pela pandemia da covid-19. Para o parlamentar, enquanto a população assiste ao aumento do número de mortes e casos e clama por auxílio e vacina, Bolsonaro continua adotando uma postura convictamente negacionista.

“Seus atos, palavras e comportamentos, como agente público e político, habitam o campo da omissão e divergem de todas as recomendações sanitárias preconizadas pela comunidade científica e por profissionais de saúde, como essenciais à prevenção e proteção contra a contaminação”, destacou o senador. “O que ele está fazendo é crime conhecido. Prevaricação é não tomar atitudes necessárias perante um grave problema. O presidente sabe que tem gente morrendo, sabe que precisa comprar vacina e faz de conta que não sabe de nada. E ainda se coloca contra a vacina. É um crime. Para mim, o presidente doido virou bandido”, completou.

O parlamentar reforça, ainda, que Bolsonaro, além de não se aliar, cria também obstáculos à atuação de governadores e prefeitos que implementam medidas adequadas de enfrentamento da pandemia. “Não satisfeito, na semana em que os índices epidemiológicos alcançaram patamares insustentáveis, ele propagou o não uso da máscara de proteção individual, sem qualquer embasamento científico legítimo”, lamentou Wagner.

Confira a íntegra da matéria

Leia também