Wellington explica a prefeitos acordo do pré-sal

:: Da redação5 de outubro de 2011 19:06

Wellington explica a prefeitos acordo do pré-sal

:: Da redação5 de outubro de 2011

O senador Wellington Dias (PT) participou nesta quarta-feira do encontro “Mobilização Municipalista Nacional pelos Royalties” promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) com prefeitos de todo o Brasil no Senado Federal.  

Dias explicou aos prefeitos que a votação do veto à emenda que prevê distribuição dos royalties do petróleo de forma mais igualitária entre estados produtores e não produtores foi adiada para 26 de outubro, a partir de uma decisão do Colégio de Líderes da Câmara e Senado. “Foi decidido que precisamos de mais tempo para uma negociação”. Para Wellington Dias, é possível fechar um acordo desde que todos concordem em sentar na mesa para negociar. “Não teremos 100% de consenso, mas teremos um acordo”.

O senador do Piauí adiantou aos prefeitos que o projeto de sua autoria – que deve ser apreciado no Senado dia 19/10 – considera a estimativa de arrecadação com petróleo em 2012 de R$ 28 bilhões. Com este valor, seria possível destinar aos estados e municípios produtores R$ 12 bilhões. A União ficaria com R$ 8,8 bilhões. Os estados e municípios não produtores, por sua vez, com cerca de R$ 8 bilhões.

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski,  demonstrou muita confiança na proposta do senador Wellington Dias. “A proposta será votada. É um fato. É uma questão de tempo”, afirma. E completa: “A presidente Dilma [Rousseff] mostrou a sua posição. Está se mantendo leal ao que disse aos prefeitos durante a XIV Marcha em maio. Vai haver um acordo, e os Municípios não vão sair no prejuízo”, conclui.

A maioria dos gestores municipais acredita que a votação do projeto de Wellington Dias aconteça no dia 19 de outubro. O Município de Pilar na Paraíba, com 12 mil habitantes, aumentaria sua receita em 40% se os royalties fossem aprovados. Segundo a prefeita, Virginia Velloso, Pilar sobrevive com o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e esta aprovação seria uma oportunidade de crescimento. “Eles precisam honrar com os compromissos que firmaram com os prefeitos, estamos lutando por justiça”, afirmou.

Assessoria de Imprensa do senador Wellington Dias

Leia também