Nota do PT

Bolsonaro arma nova farsa contra o PT e a democracia

Em nota, Gleisi e os líderes denunciam esforço do bolsonarismo para desviar atenção do país e do mundo sobre os crimes do presidente da República. “Alertamos a sociedade brasileira e a comunidade internacional para a gravidade da farsa que Bolsonaro prepara e para a qual já mobilizou sua milícia digital e seus apoiadores em parte da mídia”, advertem. “A nova mentira de Bolsonaro atenta não só contra o PT, mas contra o Estado de Direito e a ordem jurídica”
:: Da redação12 de maio de 2020 10:18

Bolsonaro arma nova farsa contra o PT e a democracia

:: Da redação12 de maio de 2020

O Partido dos Trabalhadores denuncia que Jair Bolsonaro, principal responsável pelo agravamento da crise social, política e econômica e pela morte de milhares de vítimas do coronavírus, começou a armar hoje (11 de maio) uma farsa grotesca para desviar a atenção do país e do mundo sobre seus inúmeros crimes.

Por meio de um advogado tão mentiroso quanto seu cliente, Bolsonaro lançou num programa de TV a acusação leviana, falsa e criminosa de que o homem que o esfaqueou em setembro de 2018 teria agido “a mando do PT”. Covarde como é, o atual presidente escondeu-se por trás do advogado Frederick Wassef, que será interpelado judicialmente e terá de responder pelo que fez. Mas todos sabem quem é seu mandante.

Alertamos a sociedade brasileira e a comunidade internacional para a gravidade da farsa que Bolsonaro prepara e para a qual já mobilizou sua milícia digital e seus apoiadores em parte da mídia. Inconformado com o resultado do inquérito policial que concluiu pela ação isolada de um réu declarado incapaz pela Justiça, ele tenta reabrir o episódio acusando falsamente o maior partido da oposição.

A nova mentira de Bolsonaro atenta não só contra o PT, mas contra o Estado de Direito e a ordem jurídica. Atenta contra a democracia, com a qual ele e suas milícias fascistas são incapazes de conviver. É mais um lance na escalada autoritária com qual Bolsonaro desafia as instituições cada vez mais.

Como fez nas eleições, Bolsonaro tenta retomar a imagem de vítima, quando é ele o maior incentivador da violência política e da tragédia social e sanitária em que lançou o país. As verdadeiras vítimas são as mais de 10 mil pessoas que já morreram na pandemia e os milhões que sofrem com o abandono do governo em meio à crise.

É medo que Bolsonaro sente. Medo da verdade e das contas que terá de prestar ao povo e à Justiça pelos crimes que cometeu antes e depois de uma eleição viciada pelo financiamento ilegal e clandestino de uma indústria de mentiras nas redes sociais. Ele e sua família terão de responder por tudo que tentam esconder com novas mentiras.

Em defesa da verdade, da democracia e da vida, fora Bolsonaro e seu governo de violência e mentiras.

Brasília, 11 de maio de 2020

 

GLEISI HOFFAMNN, presidenta nacional do PT

ÊNIO VERRI, líder do PT na Câmara dos Deputados

ROGÉRIO CARVALHO, líder do PT no Senado Federal

Leia também