Campanha internacional

Comissão do Parlasul faz ato por #LulaLivre e anuncia visita

Humberto: “Tivemos a oportunidade de, aqui no Parlasul, denunciar essa situação inusitada que está acontecendo no Brasil. Nos juntamos todos para pedir a libertação de Lula"
:: Rafael Noronha27 de Abril de 2018 15:42

Comissão do Parlasul faz ato por #LulaLivre e anuncia visita

:: Rafael Noronha27 de Abril de 2018

Reunião do Parlamento do Mercosul (Parlasul) nesta sexta-feira (27), em Montevidéu, no Uruguai, foi arena para várias manifestações pela liberdade de Lula, mantido em regime de confinamento desde o dia 7, na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

Antes da reunião, alguns parlamentares participaram de um ato “Lula Livre” no qual ergueram cartazes em apoio ao ex-presidente. O prêmio Nobel da Paz Adolfo Perez Esquivel, também esteve presente na reunião, denunciando a prisão política de Lula.

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN), que faz parte do Parlasul, assinalou que a prisão do ex-presidente já comove o mundo e que gestos como o que teve a bancada progressista do Parlamento do Mercosul fortalecem a resistência ao arbítrio e à injustiça da prisão de Lula. “Uma solidariedade que ultrapassa as fronteiras do Brasil. Somos muito gratos”, destacou a senadora.

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Parlasul ainda aprovou a realização de diligência do colegiado ao ex-presidente Lula nos próximos dia 8 e 9 de maio, na Polícia Federal de Curitiba.

“Tivemos a oportunidade de, aqui no Parlasul, denunciar essa situação inusitada que está acontecendo no Brasil. Um ex-presidente da República condenado num processo que não está sendo imparcial. Nos juntamos todos para pedir a libertação de Lula e defender sua candidatura às próximas eleições presidenciais”, disse o senador Humberto Costa (PT-PE), membro do Parlasul e líder da bancada de Oposição no Senado.

De acordo com o senador, também deve ocorrer no próximo dia 10, audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, na qual será debatida a “injusta” perseguição ao ex-presidente Lula, a atual situação da violência no Brasil e o assassinato da vereadora Mariele Franco e de seu motorista Anderson Gomes.

Com informações da Agência PT de Notícias e da assessoria da senadora Fátima Bezerra

Leia também