Retrocesso nas pesquisas

Cortes de Temer ameaçam a ciência no Brasil

Ex-ministro Mercadante aponta que política fiscal do governo golpista impôs retrocessos à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do Brasi
:: Carlos Mota18 de julho de 2018 15:09

Cortes de Temer ameaçam a ciência no Brasil

:: Carlos Mota18 de julho de 2018

Os cortes do governo ilegítimo de Michel Temer na Ciência, Tecnologia e na Educação já demonstram suas consequências na pesquisa brasileira. Doutores de todo o país buscam por trabalho, porém as seguidas retiradas de recursos dessas áreas deixam brasileiros sem emprego.

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações perdeu R$ 2,5 bilhões que foram congelados pelo governo golpista, segundo dados do próprio ministério. Na Educação a situação é ainda pior. O Ministério sofreu cortes de R$ 18,4 bilhões (referentes aos anos de 2015 e 2016), também de acordo com os números do governo. Além dos seguidos cortes orçamentários afetarem as oportunidades de emprego para os acadêmicos, o mesmo vem ocorrendo com o estudantes das graduações.

Em maio deste ano, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) revelou que a evasão universitária aumentou 47,8% entre 2016 e o ano passado. Ao menos 170 mil brasileiros, com idades entre 19 e 25 anos, abandonaram a graduação. No mesmo período, o governo golpista restringiu o acesso ao Fies, mecanismo de financiamento do ensino superior em instituições privadas. Em 2017, foram 98,9 mil contratos, número irrisório se comparado ao de 2014, quando foram pactuados 732,7 mil financiamentos.

O ex-ministro-chefe da Casa Civil, da Educação, da Ciência, Tecnologia e Inovação Aloizio Mercadante destaca que a política fiscal de Temer, com a aprovação do Teto dos Gastos, acompanhada da recessão, impôs cortes crescente nos ministérios desde o golpe. “Esse arrocho orçamentário vem comprometendo a educação superior e a pesquisa científica, com graves retrocessos nas atividades de pesquisa, com a paralisação dos grandes centros de ciência e tecnologia e com fuga de cérebros para o exterior”, aponta.

Confira a matéria na íntegra

 

Leia mais:

Cortes em ciência e tecnologia comprometem soberania
Temer destrói a ciência e compromete o futuro

Leia também