Lei da Mordaça

Humberto denuncia perseguição a professores e alunos

Para Humberto, o ato foi uma clara tentativa de criar um clima de terror e intimidação no ambiente universitário
:: Assessoria do senador Humberto Costa8 de novembro de 2018 10:57

Humberto denuncia perseguição a professores e alunos

:: Assessoria do senador Humberto Costa8 de novembro de 2018

Preocupado com a onda de ódio e violência crescente em escolas e universidades de todo o País, o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), denunciou, nessa quarta-feira (7), a distribuição de um panfleto apócrifo no Centro de Filosofia e Ciências Humanas, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com ameaças nominais a alunos e professores.

Para Humberto, que fez a denúncia da tribuna do Senado, o ato foi uma clara tentativa de criar um clima de terror e intimidação no ambiente universitário. Alunos e professores foram acusados pejorativamente de comunistas, defensores de drogados, gays, feminazi, esquerdistas, entre outras aberrações, com o aviso de que seriam banidos da UFPE quando Bolsonaro assumisse o governo. “Professores e alunos em todo o Brasil estão sitiados por esse cerco da intolerância promovido por Jair Bolsonaro. São práticas que fariam Mussolini e Hitler ficarem orgulhosos”, declarou.

Humberto pediu que a Advocacia-Geral da União, a Polícia Federal e o Ministério Público ajam urgentemente para impedir que os casos de constrangimentos, ameaças e agressões se proliferem pelo país, especialmente em instituições federais de ensino.

Segundo o parlamentar, o patrulhamento das salas de aula é estimulado por Jair Bolsonaro, “perito em satanizar o debate e disseminar mentiras”, para transformar um ambiente de aprendizado em um ambiente de perigo.

Confira a íntegra da matéria

 

Leia também