Enfrentar o fascismo

Lindbergh: “apesar de ataques, caravana segue de forma épica”

Líder do PT no Senado conclama todos os setores da sociedade a organizarem um movimento em defesa da democracia
:: Rafael Noronha27 de março de 2018 20:39

Lindbergh: “apesar de ataques, caravana segue de forma épica”

:: Rafael Noronha27 de março de 2018

O líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ) afirmou na noite desta terça-feira (27), que a caravana do ex-presidente Lula pela Região Sul segue de forma épica mesmo com todos os ataques violentos contra as pessoas que trabalham na caravana e os cidadãos que acompanham a comitiva.

“Queriam impedir a continuidade da caravana e não conseguiram. Está sendo uma caravana épica, vitoriosa. Tentaram impedir a passagem do presidente Lula, mas a passagem veio triunfal. Em cada cidade, agora, o ato é maior”, destacou o senador, lembrando que no ato realizado em Chapecó (SC), o ex-presidente seguiu para o hotel após o evento cercado pelo povo.

Na noite desta terça-feira, no interior do Paraná, entre os municípios de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, um dos ônibus da caravana foi alvo de três tiros disparados. Mais cedo, um dos ônibus teve pneus furados por pregos colocados ao longo da rodovia.

Em nota, o senador afirma que a morte de Marielle Franco e os ataques ao presidente Lula mostram a aposta da extrema direita no País após o golpe de 2016: “apostar no caos e promover a convulsão política”.

“Devemos conclamar o quanto antes todos os setores e pessoas democráticas deste Brasil para organizar imediatamente um grande movimento em defesa da democracia no brasil, inclusive para garantir as eleições de 2018. Antes que seja tarde”, conclama o líder.

 

 

Confira a íntegra da nota:

É preciso salvar a democracia no Brasil!

A conjuntura é da maior gravidade. Os acontecimentos combinados da bárbara morte de Marielli e agora o atentado à bala no ônibus da caravana do ex-presidente Lula confirmam que a crise chegou a um novo inusitado patamar, em termos de história recente no Brasil. A extrema direita, em definitivo, resolveu apostar no caos, promover uma convulsão política no pais.

A extrema direita brasileira está partindo para o enfrentamento direto e sem quartel em duas frentes:

1 – Organizar o que acumularam para produzir um grande movimento de massas de ressentimento;

2 – Investir mais pesado na organização de milícias paramilitares especializadas em atos de violência política. O momento é muito grave. Eles querem mais um cadáver!

Devemos conclamar o quanto antes todos os setores e pessoas democráticas no nosso país. Conclamar a OAB, a CNBB, a UNE, a ABI, as centrais sindicais, os intelectuais, a juventude, as mulheres, os partidos de convicção democrática, para organizar imediatamente UM GRANDE MOVIMENTO EM DEFESA DA DEMOCRACIA NO BRASIL, INCLUSIVE PARA GARANTIR AS ELEIÇÕES DE 2018.

ANTES QUE SEJA TARDE!

Leia também