Lula Vale a Luta

“Lula, libertad. Lula, libertad”, reage o mundo

Líderes políticos de diversas partes do mundo se manifestaram após pedido de prisão do ex-presidente
:: Rafael Noronha8 de abril de 2018 11:53

“Lula, libertad. Lula, libertad”, reage o mundo

:: Rafael Noronha8 de abril de 2018

“Lula, libertad. Lula, libertad”, esse foi o grito entoado por Pablo Iglesias, fundador do partido de esquerda Podemos, na Espanha, acompanhado por um auditório lotado, em solidariedade ao ex-presidente Lula e ao povo brasileiro que, segundo ele, luta frente a uma medida autoritária, referindo-se ao pedido de prisão antes de esgotadas as possibilidades de recursos judiciais no caso conhecido como triplex do Guarujá.

Na França, Jean-Luc Mélenchon, líder da esquerda naquele país e candidato nas últimas eleições presidenciais, afirmou que a prisão do ex-presidente Lula, oriunda de um golpe judicial, foi um duro golpe para o pensamento político de esquerda no mundo.

“Quando não conseguem eliminar um candidato, eles o colocam na cadeia. Um metalúrgico que foi um ótimo presidente, tirou milhões de pessoas da pobreza”, disse o francês.

O Ministério de Relações Exteriores de Cuba, pelo Twitter, afirmou que Lula está sendo julgado pelo crime da “esquerda”. “O mesmo pelo qual querem julgar Dilma Rousseff, Evo Morales, Cristina Kirchner e qualquer outro líder que não siga as ordens do Norte”, em referência aos Estados Unidos.

Também pelo Twitter se manifestaram a vice-presidenta do Uruguai, Lucía Topolansky; o presidente da Bolívia, Evo Morales; Nicolas Maduro, presidente da Venezuela; e a ex-presidenta da Argentina, Cristina Kirchner.

Morales afirmou que eleição sem Lula é fraude e que cárcere sem provas é crime. Kirchner acusa a elite brasileira de utilizar o aparato judicial para defender seus interesses. Já, Lucía Topolansky se solidariza ao ex-presidente Lula e ao povo brasileiro que tem enfrentado as consequências da perda de suas garantias democráticas.

“Na América Latina não abandonamos nenhuma luta, por mais nebuloso que estejam as nuvens sobre nós”, disse a vice-presidenta do Uruguai.

Confira abaixo algumas das manifestações:

 

Leia também