País à venda

Para favorecer estrangeiros, governo ameaça produção leiteira

Decisão de Paulo Guedes pela retirada de tarifa antidumping expõe produtores de leite brasileiros ao risco de verem o mercado brasileiro inundado com leite em pó europeu subsidiado
:: Rafael Noronha8 de fevereiro de 2019 12:06

Para favorecer estrangeiros, governo ameaça produção leiteira

:: Rafael Noronha8 de fevereiro de 2019

Por ordem do Ministério da Economia, o Brasil extinguiu as tarifas antidumping que eram impostas para a importação de leite da União Europeia e Nova Zelândia. Essas tarifas existiam desde 2001 e tinham de ser renovadas até o último dia 6 de fevereiro.

O Brasil impôs essas medidas antidumping, com o aval da Organização Mundial do Comércio (OMC), porque o setor leiteiro europeu recebe uma montanha de subsídios governamentais na União Europeia e, em menor grau, na Nova Zelândia.

“A Europa dá um grande subsídio aos produtores de leite europeus. E para que nossos produtores não sejam afetados, tínhamos imposto tarifas altas para a importação de leite da União Europeia. A Europa tem grandes estoques de leite em pó e vai querer exportar isso para o Brasil. E esse leite é mais barato que o leite in natura produzido no Brasil”, explicou a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidenta nacional do partido.

Com a decisão do ministério da Economia, explica Gleisi, a concorrência dos produtores europeus com os produtores brasileiros será feroz, já que os produtores de leite brasileiros ficarão expostos a perder a concorrência perante os preços praticados pelos produtores europeus.

“Se o governo não voltar atrás nessa decisão, milhares de empreendedores na área da agricultura familiar vão ser excluídos da cadeia produtiva”

Senador Paulo Paim (PT-RS)

A União Europeia tem aproximadamente 250 mil toneladas de leite em pó estocadas, sem expectativas de comercialização. Segundo a Confederação Nacional da Agricultura (CNA), “o grande problema da Europa é que ela subsidia violentamente a sua produção e a sua exportação. Concorrer com o leite da Europa significa competir com o tesouro da comunidade europeia”.

Com essa decisão antinacional, os produtores de leite brasileiros correm o risco de o mercado brasileiro ser inundado com leite em pó europeu subsidiado, o que inviabilizaria parte da produção nacional e, assim, o Brasil perderia a recém conquistada autossuficiência na produção leiteira.

Confira vídeo da deputada e presidenta nacional do PT Gleisi Hoffmann:

Leia mais
Superministro da “Economia Estrangeira” extermina setor leiteiro do Brasil

Leia também