Paulo Paim cobra posição do governo sobre o Aerus

:: Da redação8 de abril de 2014 20:19

Paulo Paim cobra posição do governo sobre o Aerus

:: Da redação8 de abril de 2014

Senador se mostrou decepcionado com demora do governo para decidir sobre beneficiários fundo de pensão

Paim lamentou situação dos manifestantes
acampados no Salão Verde

O senador Paulo Paim (PT-RS) lamentou, nesta terça-feira (8), em plenário, que o governo federal não tenha apresentado proposta para apresentar aos pensionistas do antigo fundo de pensão Aerus, composto por ex-funcionários da Varig e da Transbrasil. O Salão Verde da Câmara dos Deputados abriga beneficiários do fundo, que estão acampados em protesto.

“Quando eu saí daqui, na semana passada, a informação que eu tinha era de que o acordo estava encaminhado. Cheguei hoje entendendo que já teríamos uma proposta entabulada, registrada, que a divergência poderia ser em números”, relatou Paim. “Mas me deram um relato, hoje pela manhã, de que nada, de fato, aconteceu”, lamentou.

Para o senador, a situação está ficando ruim para todos os lados. Na última semana, o próprio Paim realizou pronunciamento para informar aos pensionistas que o acordo com o governo federal estava próximo de ser fechado. Os beneficiários do Aerus reivindicam que recurso de decisão judicial sirva para o pagamento dos seus direitos.

“Não posso vir para a tribuna e falar de um ministro por quem tenho o maior carinho. O nome do próprio Aloizio Mercadante, por quem tenho o maior respeito; do Gilberto Carvalho; do Luís Inácio Adams; e o próprio presidente da Câmara. O Henrique Alves disse que foi isso que sinalizaram para ele e disse para nós, eu estava presente”, criticou.

Paim ainda lembrou que a situação se arrasta, pelo menos, desde 1992, e ainda não se chegou a nenhum tipo de acordo. Durante esse período, disse o senador, morreram 953 pessoas que reivindicavam os direitos relativos à sua participação no Aerus.

“Será que vão ter que esperar alguém morrer aqui no Salão Verde? Conferi agora, 28 dias direto, praticamente o mesmo grupo, mudou um ou outro, estão aqui, dormindo no chão, comendo pizza, pão com banana, tomando refrigerante, que muitos não poderiam nem tomar, e nada se diz. É como se eles não estivessem ali. Isso é lamentável! A indignação deles é de grande parte do povo brasileiro, que sabe que eles estão certos”, enfatizou.

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) também manifestou apoio ao grupo de pensionistas. “Eu quero expressar a minha solidariedade a todo o pessoal do Aerus, esperando juntar forças para que o propósito do senador Paulo Paim seja alcançado”, disse.

Leia mais:

Governo apoia negociação para solucionar caso Aerus

Paim comemora possível solução para o Aerus

Aerus: Paim pede que governo cumpra decisão do STF

Paim comemora decisão do STF que indeniza a Aerus

Leia também