preço em disparada

Petrobras anuncia aumento de preços do gás de botijão

Dolarização das tarifas continua imperando na empresa. Em 2019, Paulo Guedes afirmou que faria “um choque de energia barata. Mais uma promessa não cumprida
:: Agência PT de Notícias6 de abril de 2021 11:05

Petrobras anuncia aumento de preços do gás de botijão

:: Agência PT de Notícias6 de abril de 2021

Depois de seis aumentos na gasolina, diesel e no etanol, e do reajuste, na sexta (2), de 5% no preço médio do gás liquefeito de petróleo (GLP) para as distribuidoras, a Petrobras anunciou nessa segunda (5) mais uma remarcação de preço. Desta vez, de 39% sobre os preços de venda de gás natural para as distribuidoras. O aumento passa a valer em 1º de maio.

As atualizações dos preços do gás natural ocorrem a cada três meses, e a política de dolarização dos valores determinou a decisão. “A variação decorre da aplicação das fórmulas dos contratos de fornecimento, que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio”, afirmou a Petrobras em nota.

Segundo a estatal, o petróleo acumulou alta de 38% entre janeiro e março, meses que são referência para o atual reajuste. “Durante esse período, o petróleo seguiu a tendência de alta das commodities globais. Além disso, os preços domésticos das commodities tiveram alta devido à desvalorização do real”, explicou a nota da empresa.

Os preços de gás natural também incluem o repasse dos custos com o transporte do produto até o ponto de entrega às distribuidoras. Essa parcela do preço é atualizada anualmente em maio pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M). No período (março de 2020 a março de 2021), o índice subiu 31%.

A empresa ressaltou que “o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da companhia, mas também pelas margens das distribuidoras (e, no caso do GNV, dos postos de revenda) e pelos tributos federais e estaduais”. O repasse ao consumidor depende da legislação de cada estado.

Confira a íntegra da matéria

Leia também