Pinheiro defende expansão da energia eólica na matriz nacional

:: Da redação25 de abril de 2013 21:42

Pinheiro defende expansão da energia eólica na matriz nacional

:: Da redação25 de abril de 2013

O crescimento do setor vem acompanhado de
investimentos e atração de novos negócios,
destacou Pinheiro

Em discurso no plenário do Senado, nesta quinta-feira (25), o senador Walter Pinheiro (PT-BA) comemorou a expansão da nova matriz energética que vem do vento, com o aumento na produção e consumo de energia eólica no Brasil. Porém, Pinheiro lembrou que o Brasil ainda tem muito a aproveitar desta nova fonte de energia limpa. “Hoje, a energia gerada, no Brasil, da fonte eólica ou vinda do vento, representa 2% da nossa matriz energética. Nossa intenção é chegar a 15%”.

O crescimento do setor vem acompanhado de investimentos e atração de novos negócios, destacou Pinheiro. “Estamos falando de algo que começou ontem, e, quando olhamos para a Bahia, os investimentos chegam a 25 de bilhões“, lembrou.

Para garantir que aumente também o mercado consumidor de energia eólica, Pinheiro lembrou que é preciso enfrentar alguns entraves e aumentar a construção de linhas de transmissão.  “Hoje temos em construção na Bahia, diversos parques em funcionamento e outros em fase de implantação. E, ao mesmo tempo, temos um problema crucial que é a construção das linhas de transmissão”, alertou.

Para Pinheiro, é preciso juntar esforços. Ele sugeriu que sejam realizadas ações interministeriais com o esforço de todos os envolvidos na ampliação da produção e geração da matriz energética. “Tenho clareza de que a Presidenta Dilma é uma das grandes defensoras ( das eólicas ). Fez isso, quando enviou o projeto, quando era Ministra de Minas e Energia e brigou por isso. E, agora, como Presidente da República também está atenta. É fundamental que os Ministérios, tanto de Minas e Energia, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Meio Ambiente, mantenham o foco nas políticas para essa importante matriz energética”.

O senador lembrou que o crescimento do setor  também gera mais emprego e renda e é fundamental para o desenvolvimento econômico de diversas regiões do Brasil. “Temos feito o movimento no Brasil de forma correta para atração de investimentos e utilização de energia solar. “A gente ter oportunidade de continuar gerando energia, avançando do ponto de vista tecnológico e introduzindo, inclusive, com isso, outras questões fundamentais, como a geração de posto de trabalho”, disse.

Assessoria do senador Walter Pinheiro

Leia também