Irresponsabilidade

Senadores criticam descaso do governo com testes parados

Humberto Costa e Rogério Carvalho alertam para inércia do governo Bolsonaro em meio à pandemia que vitimou mais de 170 mil brasileiros e cobram solução para milhões de testes próximos ao vencimento
:: Rafael Noronha25 de novembro de 2020 09:53

Senadores criticam descaso do governo com testes parados

:: Rafael Noronha25 de novembro de 2020

Os senadores Rogério Carvalho (SE), líder do PT, e Humberto Costa (PT-PE) criticaram o descaso do governo Bolsonaro com a população em meio à pandemia e com o dinheiro público no caso dos 6,8 milhões de testes de Covid-19 abandonados num armazém do aeroporto de Guarulhos e que perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021.

“Passados mais de sete meses que a pandemia de Covid-19 atingiu o País, com quase 170 mil vidas perdidas, o Ministério da Saúde está com cerca de 7 milhões de testes para detecção da doença em um armazém. Testes esses que estão prestes a vencer”, criticou o senador Rogério Carvalho.

O Ministério Público pediu, nessa segunda-feira (24), que o Tribunal de Contas da União (TCU) investigue o caso. A representação é assinada pelo subprocurador-geral Lucas Furtado, que alerta para o “enorme prejuízo iminente, não só para o erário, mas sobretudo para o atendimento público de saúde no Brasil”.

Ainda segundo o subprocurador, o desperdício “não é segredo para ninguém”. “Trata-se da inépcia do governo federal, sobretudo do Ministério da Saúde – cujo Ministro não é da área –, no que diz respeito ao planejamento e logística de distribuição para a rede pública de saúde, bem como das medidas necessárias para a aplicação dos testes”.

O subprocurador pede que o TCU obrigue o Ministério da Saúde a adotar providências para o aproveitamento “imediato e adequado” dos testes para diagnóstico estocados.

“Desperdício de dinheiro público e descaso no combate ao Coronavírus. Vergonha”, resumiu o senador Humberto Costa.

Com informações do ConJur

Leia também