Projeto do PT

Vacinação prioritária para gestantes segue para sanção

"Com a aprovação, ganham todas as mães que irão se proteger duplamente contra a pandemia", destaca Jean Paul
:: Assessoria do senador Jean Paul Prates8 de julho de 2021 17:02

Vacinação prioritária para gestantes segue para sanção

:: Assessoria do senador Jean Paul Prates8 de julho de 2021

A Câmara dos Deputados aprovou o projeto (PL 2112/2021), de autoria do Líder da Minoria, Senador Jean Paul Prates (PT-RN), que determina a inclusão de gestantes, puérperas e lactantes, com ou sem comorbidades, independentemente de idade, no grupo prioritário para a vacinação contra a Covid-19. A proposta segue para sanção presidencial.

O autor da proposta, Senador Jean, justifica que a maternidade é um momento muito delicado, com mudanças complexas em vários aspectos para as mães, sejam sociais, profissionais ou físicas, com preocupações diversas por parte da mãe com seus filhos. “Essa é uma luta conjunta, articulada a partir do movimento #LactantesPelaVacina, do qual tivemos a honra de poder ser o instrumento para viabilização do projeto. Com a aprovação, ganham todas as mães que irão se proteger duplamente contra a pandemia, possibilitando estender a imunização também para as crianças, que ainda não podem receber a vacina. Por isso, é essencial que possamos avançar na celeridade dessa proposta”, explicou Jean.

Na justificativa da proposta, o senador aponta ainda um estudo com 131 mulheres em idade reprodutiva, entre elas gestantes e lactantes, que receberam as duas doses da vacina da Pfizer/BioNTech ou da Moderna. O monitoramento apontou a presença de anticorpos no sangue do cordão umbilical e no leite materno das participantes dos programas de vacinação da Pfizer/BioNTech e da Moderna.

“A inclusão dessas mães é meritória, pois crianças nesta idade não podem usar máscaras ou ser vacinadas por falta de estudos científicos. Imunizadas as mães, temos grandes chances de que essa imunização seja transferida aos bebês”, esclareceu o senador

Leia também