Oposição quer afastamento de amigo de Geddel

:: Giselle Chassot23 de novembro de 2016 21:06

Oposição quer afastamento de amigo de Geddel

:: Giselle Chassot23 de novembro de 2016

Giselle Chassot 23 de novembro de 2016/ 19h08   Novos indícios de que os interesses de Geddel Vieira Lima motivaram uma ação no mínimo pouco republicana aparecem a cada dia no caso do edifício La Vue (A Vista) em Salvador.  E, para cada novidade, os parlamentares da oposição ao governo ilegítimo têm uma ação.   Nesta quarta-feira (23) a senadora Vanessa Grazziottin (PCdoB-AM) e os petistas Lindbergh Farias (RJ) e o líder Humberto Costa (PE) protocolaram representação na Procuradoria Geral da República (PGR) pedindo o afastamento do conselheiro José Leite Saraiva Filho da Comissão de Ética da Presidência da República.   Reportagem da Folha de S. Paulo desta terça-feira mostra que Saraiva ( o mesmo que pediu vistas  do processo, podendo atrasar a investigação sobre a conduta de Geddel) é advogado da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi). A entidade representa as construtoras da Bahia, entre elas a Cosbat, construtora do La Vue.   Saraiva foi nomeado para a Comissão de Ética Pública por indicação de Geddel e, segundo a imprensa, mantém estreitos laços de amizade com o ministro. Saraiva só recuou, retirando o pedido de vistas, quando a mídia começou a ventilar a ligação entre os dois. “Ora, a conduta do Conselheiro foi incompatível com o elevado grau de responsabilidade e isenção que a função exige. Omitiu, desde o início do procedimento na Comissão de Ética, suas relações com as empresas donas do empreendimento ao qual o Ministro Geddel atuara para beneficiar, bem como ao fato de advogar para familiares do Ministro investigado”, alegam os parlamentares.   Para eles, Saraiva prevaricou e “não dispõe de idoneidade moral para exercer a relevante função de Conselheiro da Comissão de Ética”.   MULTIMÍDIA Senadores comentam a representação na PGR:  

  Leia mais:   Oposição quer acareação entre Geddel, Marcelo Calero e a presidenta do Iphan   Humberto Costa pede demissão imediata de Geddel Vieira Lima  

Leia também