Paim reconhece esforço da bancada do Rio de Janeiro

:: Da redação20 de outubro de 2011 13:08

Paim reconhece esforço da bancada do Rio de Janeiro

:: Da redação20 de outubro de 2011

O SR. PAULO PAIM (Bloco/PT – RS. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, primeiro, quero cumprimentá-lo pela condução dos trabalhos.
Quero cumprimentar também o Líder do Governo, meu amigo Senador Pimentel, pela forma como ajudou na articulação do processo; o Senador Romero Jucá; o Relator Vital do Rêgo, que mostrou na tribuna toda uma competência, que muitos não conheciam, no seu poder de argumentação.
Quero também dizer, Sr. Presidente, que quero aqui mostrar todo o meu respeito às Bancadas do Rio de Janeiro e do Espírito Santo.
Lindbergh, pode ter a certeza de que, se eu estivesse no seu lugar e se essa fosse a situação do Rio Grande, eu agiria exatamente como vocês agiram. Duvido qual a bancada de Senadores que não agiria da forma que agiu as Bancadas do Espírito Santo e do Rio de Janeiro! Isso é natural. Quando mexe no Estado, você vai fazer o embate, o bom combate, meu Relator, para tentar manter aquilo que o Estado tinha. E, naturalmente, os outros Senadores buscaram uma construção de uma proposta que apontasse para uma distribuição melhor, não é, meu querido Wellington Dias?
Por isso, posso cumprimentar todos. Tenho a consciência de que fizemos aqui um grande debate.

E digo mais, meu amigo Lindbergh Farias, já que me dirigi a você e à Bancada do Rio de Janeiro: recebi um estudo aqui que demonstra que, a partir de 2020, o Rio de Janeiro vai estar numa situação – eu diria – quase idêntica à do momento. Mas isso fica para outra reflexão.
Acho que avançamos. A Casa está de parabéns. Vamos torcer para que a Câmara acompanhe o Senado e vote rapidamente.
Só por uma questão de justiça, Sr. Presidente, temos de reconhecer que todo esse debate tem um nome, tem DNA, chama-se Ibsen Pinheiro, que não é do meu Partido, que é meu adversário no Rio Grande do Sul. Mas nós nos respeitamos e nos tratamos com muito respeito. Tudo começou porque o Deputado Ibsen Pinheiro apresentou uma emenda na Câmara, que aqui foi carimbada também com o DNA do Senador Pedro Simon.
Enfim, para mim, o Brasil ganhou. Parabéns a todos!
Era isso, Sr. Presidente, o que eu tinha a dizer.

Leia também