Pimentel: oposição quer transformar CPI em luta partidária

:: Da redação14 de junho de 2012 15:48

Pimentel: oposição quer transformar CPI em luta partidária

:: Da redação14 de junho de 2012

Pedidos de convocação e interpelação da presidenta Dilma foram rejeitados liminarmente pelo senador Vital do Rêgo.

A oposição deu provas mais uma vez de que pretende transformar a CPI mista que investiga o esquema Cachoeira em luta partidária, ao apresentar primeiro um pedido de convocação da presidenta Dilma Rousseff – iniciativa que é inconstitucional. Diante disso, os tucanos mudaram a tática e pediram a interpelação da presidenta da República.

O presidente Comissão, Vital do Rêgo (PMDB-PB), rejeitou liminarmente os requerimentos de interpelação e convocação, destacando a inconstitucionalidade das iniciativas apresentadas por deputados do PSDB.

O líder do Governo no Congresso Nacional, José Pimentel (PT-CE), reagiu à ação dos tucanos e afirmou que isso não tem base legal. “Peço que a CPI aprecie isso imediatamente, pois não tem base para prosperar e o único objetivo é deixá-lo pendente durante toda a Rio +20, tentando desgastar a presidenta”, afirmou. “Isso é inconstitucional. Não vai nem à votação”, acrescentou Vital do Rêgo.

O senador peemedebista já havia protestado contra as sucessivas questões de ordem apresentadas pelos parlamentares da oposição, como artifício para fazer uso da palavra. “Não vamos permitir que conveniências midiáticas nos afastem do nosso objetivo aqui na CPI”, afirmou.

Foto: Victor Soares

Leia mais:

Pinheiro pede correção no rumo da CPI do esquema Cachoeira

Agnelo resiste a Cachoeira – e deixa oposição desnorteada


Leia também