Senado não poupará esforços para votar MP dos Portos no prazo

O presidente do Senado pretende negociar com os líderes a garantia da votação da MP imediatamente após a aprovação do texto na Câmara. 

:: Da redação13 de maio de 2013 16:21

Senado não poupará esforços para votar MP dos Portos no prazo

:: Da redação13 de maio de 2013

 

Presidência do Senado irá conversar com os líderes
dos partidos na Casa para garantir a votação da
MP dos Portos

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou que fará todos os esforços para que a Casa vote a tempo a Medida Provisória 595/2012, que regulamenta o sistema portuário. A expectativa é que o plenário do Senado se reúna da terça-feira (14) para votar a matéria. Se não for votada até o próximo dia 16, a MP perde a validade. A decisão foi anunciada depois do apelo feito pela presidenta Dilma Rousseff e a Câmara dos Deputados anunciar que a Casa irá apreciar a medida na noite de segunda-feira (13).

Mesmo diante das dificuldades de aprovar a MP em função dos diversos interesses econômicos em torno do tema, Renan mostrou-se otimista. Ele pretende reunir-se com os líderes partidários a fim de apressar a votação também no Senado. “Torço para que a MP seja aprovada e trabalhamos nessa direção. Se a Câmara aprovar segunda-feira, nós a apreciaremos no Senado, mas precisamos do reconhecimento dessa excepcionalidade pelos líderes. Como é uma matéria de interesse do Brasil, sobretudo nesse momento de crise internacional, em que nós precisamos incrementar nossas exportações, acho que isso ajuda no sentido do convencimento, para que possamos apreciar a matéria num prazo diferente daquele que a gente vem observando ao longo dos últimos anos”, afirmou.

Na última quarta-feira (8), a Câmara tentou votar a matéria, mas uma emenda aglutinativa encampada pelo líder do PMDB na Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), provocou o adiamento da decisão. A emenda desconfigurava o texto negociado pelo Governo na comissão mista que analisou a MP 595, alterando prazos das atuais concessionárias e acordos relativos aos trabalhadores portuários.

Com informações da Agência Senado

Leia mais:

Dilma apela e Câmara vota MP dos Portos na segunda

 

Leia também