Observatório da Democracia

Fundações progressistas vão monitorar ações do governo

Observatório da Democracia será responsável por acompanhar temas como Soberania, Infraestruturas, Produção e Inovação, e as Dimensões Sociais e Ambientais das práticas do atual governo
:: Rafael Noronha31 de janeiro de 2019 20:52

Fundações progressistas vão monitorar ações do governo

:: Rafael Noronha31 de janeiro de 2019

Foi lançada nesta quinta-feira (31) uma iniciativa inédita cujo objetivo será estudar políticas públicas e medidas do atual governo em diversas áreas, além de denunciar retrocessos e defender a democracia brasileira: o Observatório da Democracia.

A plataforma só foi possível pela união de seis fundações ligadas a partidos do campo progressista: PT, PSOL, PDT, PSB, PCdoB e Pros. O grupo será responsável por acompanhar temas como Soberania, Infraestruturas, Produção e Inovação, e as Dimensões Sociais e Ambientais das práticas do atual governo.

O acompanhamento será sistemático e o conteúdo produzido será divulgado por meio de relatórios periódicos. Os dados, levantados e checados, vão subsidiar aqueles que, como nós, procuram compreender o atual governo.

“Se o novo governo foi eleito pela democracia, é a ela que ele deve respeitar e seguir. Por direitos, contra perseguição política e em defesa das instituições, chegou o Observatório da Democracia. Essa é uma ferramenta para o povo”, disse o senador Humberto Costa (PE), líder do PT no Senado.

Foto: Alessandro Dantas

A senadora Gleisi Hoffmann (PR), presidenta nacional do PT, pediu união dos partidos progressistas para que o projeto de um País democrático que respeite os direitos básicos, a soberania nacional e os trabalhadores sobressaia frente ao ataque do grupo que comanda o País.

“Não podemos ceder um milímetro e temos de lutar. Já fomos poucos, já ousamos enfrentar uma ditadura. Muitos homens, mulheres, LGBT, índios, negros morreram e, por isso, chegamos até aqui. Que esse Observatório possa ser um instrumento para congregar outros observatórios existentes, nossa resistência parlamentar, os movimentos sociais e nos tornemos resistentes na luta”, apontou.

Já o presidente da Fundação Perseu Abramo, Marcio Pochmann explicou que o Observatório pretende dar uma contribuição na defesa da democracia justamente no momento em que ela se encontra ameaçada.

“Nos nossos mais de 500 anos de história, infelizmente, o que predominou não foi a democracia. O portal está à disposição de todos e vai tornar público todo o esforço de investigação e análises que serão realizadas pelo corpo técnico das fundações”, explicou.

Para acessar o Observatório da Democracia, acesse: observatoriodademocracia.org.br

As fundações partidárias estão previstas em lei no Brasil. Elas são responsáveis por fomentar a educação política, bem como formular e discutir projetos de acordo com as diretrizes e princípios ideológicos dos partidos.

Leia também