Lula Livre

Senadores condenam novo ataque a acampados em Curitiba

Gastão Schefer Neto, delegado da Polícia Federal destruiu equipamento de som e intimidou presentes à vigília em defesa do ex-presidente Lula, em Curitiba
:: Rafael Noronha4 de maio de 2018 15:11

Senadores condenam novo ataque a acampados em Curitiba

:: Rafael Noronha4 de maio de 2018

Os líderes do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ) e da Oposição, Humberto Costa (PT-PE) se manifestaram nesta sexta-feira (4) após Gastão Schefer Neto, delegado da Polícia Federal, ter destruído o equipamento de som utilizado pelos cidadãos que ocupavam a esquina democrática Olga Benário.

O agressor, identificado como Gastão Schefer, é conhecido por fazer campanha sistemática nas redes contra movimentos sociais e partidos de esquerda e também por já ter sido candidato a deputado federal pelo PR (Partido da República).

“O fascismo tem rosto, nome, sobrenome e emprego nas forças de segurança”, resumiu o senador Lindbergh Farias. Para ele, é inadmissível que um “fascista descontrolado” quebre todo o equipamento de som da vigília. “A segurança dos acampados está em risco”, alertou.

Já o senador Humberto Costa lamentou o fato de o País enfrentar, nos dias de hoje, o aumento dos casos de intolerância. “Infelizmente estamos vivendo a cultura do ódio no Brasil”, disse o senador.

Após o ataque de Gastão, voluntários que cuidam da segurança do espaço no qual se encontram os defensores do ex-presidente Lula contiveram fisicamente o homem e ainda impediram que algo grave acontecesse com sua integridade física. Gastão Schefer Neto foi conduzido e ouvido pela Polícia Militar após continuar tentando intimidar os militantes, registrando seus rostos com um telefone celular.

Um boletim de ocorrência criminal foi registrado na 4ª Delegacia de Polícia de Curitiba. As lideranças dos movimentos e frentes que compõem a vigília democrática tomarão as medidas legais cabíveis para garantir a apuração do caso e a segurança de todos no acampamento.

Leia também