Um idiota funcional a serviço de um facínora governa o Brasil, diz Humberto

:: Rafael Noronha18 de Maio de 2016 20:25

Um idiota funcional a serviço de um facínora governa o Brasil, diz Humberto

:: Rafael Noronha18 de Maio de 2016

Humberto: “As portas do governo federal foram abertas ao que há de mais temerário no País”O senador Humberto Costa (PT-PE) disse, nesta quarta-feira (18), que foi cometido um erro de avaliação por parte de alguns senadores contrários ao golpe. Segundo ele, em vez de se tornar o primeiro na linha de sucessão com a consumação da manobra, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, está, de fato, mandando no Brasil. Humberto lembrou que o presidente afastado da Câmara chegou a ser chamado de delinquente pelo Procurador-Geral da República.

“Ele [Eduardo Cunha] é o verdadeiro presidente interino do País, que continua dando as cartas mesmo suspenso, manietando o golpista Michel Temer, que não passa de um títere em suas mãos”, disse.

Sem poupar adjetivos, Humberto chamou Eduardo Cunha de chantagista. “Ele tentou extorquir o PT e a presidenta Dilma, exigindo que nós livrássemos a cara dele Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

“Como nos recusamos a aceitar esse tipo de manobra vil, e sem esconder o seu ódio e o seu sentimento de vingança, ele anunciou, no mesmo dia em que dissemos não à sua barganha, que estava aceitando o pedido de impeachment da presidenta Dilma”, acrescentou.

Por isso, explicou Humberto, a bancada do PT e outros senadores contrários ao golpe terem dito que o processo que resultou no afastamento da presidenta Dilma estar maculado desde o início.

Facínora e Idiota Funcional

“Era irremediavelmente viciado, fruto de uma clara vingança desse facínora Eduardo Cunha, com o qual jamais aceitamos negociar – ao contrário do PSDB, do DEM e do próprio presidente interino, sem voto, Michel Temer, que o utilizaram como a um idiota funcional para consecução dos seus objetivos de derrubar Dilma do cargo”, destacou.

Os jornais de hoje, aponta o senador, escancaram a condição de refém de Temer e a condição de capitão-mor do Brasil de Eduardo Cunha. “Ainda que proibido de pisar nas dependências da Câmara, esse sujeito pérfido organizou um centrão naquela Casa, que congrega cerca de 350 deputados de 13 partidos, para meter pressão sobre esse governo atrapalhado, fraco e perdido”.

Além disso, Humberto ressalta que Eduardo Cunha conseguiu emplacar seu aliado, André Moura (PSC-SE), como líder do governo na Câmara. André Moura é réu no STF em pelo menos três inquéritos, cujos crimes vão de apropriação indébita de dinheiro público a envolvimento em uma tentativa de homicídio. “Pois é esse, agora, o líder do presidente sem voto Michel Temer na Câmara, por exigência de Eduardo Cunha, que, entre outras coisas, vai usar esse testa de ferro para livrar a própria cara de uma eventual cassação pelo plenário da Casa”, disse. “É assim que está funcionando o governo provisório de Michel Temer: Aos tropeços, aos ‘trancos e barrancos’, num ‘barata-voa’ absoluto. E, não bastando a completa desorientação, cedendo às mais baixas chantagens de Eduardo Cunha, que tem mandado e desmandado no Palácio do Planalto”, emendou.

Ironizando,  Humberto, disse que isso é o que essas pessoas colocaram de melhor no comando do País. “Eduardo Cunha de ventríloquo, e Michel Temer, o presidente sem voto, de marionete. “Que bela troca, caros golpistas”. Está aí o governo que vossas excelências deram ao Brasil: “tão limpo quando a consciência de quem foi lutar por essa bandeira”.

“As portas do governo federal foram abertas ao que há de mais temerário no País. O golpe dado em Dilma colocou Eduardo Cunha como a grande eminência parda do Brasil, que manda no presidente provisório, ilegítimo e sem voto”, enfatizou.

Em aparte, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) criticou os primeiros movimentos do governo golpista, que encerrou as atividades da Controladoria Geral da União e do Ministério do Turismo, por exemplo. 

“A questão é que por pior que fosse a nossa expectativa em relação ao começo do Governo interino, não imaginávamos que o começo ia ser tão desgraçado”, disse.

Rafael Noronha

Leia mais:

Golpistas ameaçam futuro do maior programa de transferência de renda do mundo

PT e legendas de esquerda denunciam mais um ato golpista, desta vez o que destrói a TV pública EBC